Justiça do Rio encerra processo contra Justin Bieber por pichação

O cantor pichou o antigo Hotel Nacional em 2013

A Justiça do estado do Rio de Janeiro encerrou o processo contra o cantor Justin Bieber, após o artista pagar uma multa de 20 mil reais por uma pichação na cidade em 2013, informaram nesta quinta-feira fontes judiciais à AFP.

O juiz Rudi Baldi Loewenkron tomou a decisão após comprovar que o ídolo canadense doou os 20 mil reais ao Instituto Nacional do Câncer, como solicitou a promotoria.

O caso foi reaberto em março passado, a pedido do Ministério Público do Rio (MPRJ), que queria notificar o cantor de seu crime contra o patrimônio cultural em seu regresso à cidade para um show.

Durante sua polêmica passagem pelo Rio em 2013, o cantor – então com 19 anos – pichou o antigo Hotel Nacional, ignorando a permissão dada pela prefeitura para grafitar em um local determinado.

Na mesma visita, Bieber protagonizou vários escândalos envolvendo garotas de programa, inclusive quando teve as “acompanhantes” barradas no Copacabana Palace e quebrou vários objetos em sua suíte, sendo expulso do hotel.