Jucá defende apoio de partido a Temer

Em reunião da Executiva, o PMDB decidiu voto a favor do presidente Michel Temer e contra a denúncia do PGR

Brasília – O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta quarta-feira, 12, após reunião da Executiva do partido, que a decisão do PMDB de fechar questão contra a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) foi uma decisão para “enfrentar um fato que não existe”.

Em reunião da Executiva, o PMDB fechou questão a favor do presidente Michel Temer e contra a denúncia do PGR. Segundo Jucá, os membros do PMDB que não acompanharem o partido poderão responder no Conselho de Ética e serem afastados de suas funções partidárias por até 90 dias. O peemedebista afirmou ainda que aqueles que não quiserem acompanhar o partido podem se sentir à vontade para sair.

Veja também