Joesley acusa Temer de pedir propina desde 2010, diz site

O portal O Antagonista divulgou de madrugada um documento, que seria o anexo 9 da delação de Joesley Batista

São Paulo – O empresário Joesley Batista teria acusado o presidente Michel Temer de pedir propina desde 2010, segundo um anexo da delação do empresário divulgado pelo portal O Antagonista na madrugada desta sexta-feira, e confirmados pelo blog Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo.

O anexo traz a narrativa de Joesley para o relacionamento dos dois, e afirma que, em 2010, ele atendeu a um primeiro pedido de Temer e concordou em pagar R$ 3 milhões.

Segundo o documento, foram R$ 1 milhão por meio de doação oficial e outros R$ 2 milhões para a Pública Comunicações. Em agosto e setembro, teriam sido pagos mais R$ 240 mil à Ilha Produções, também a pedido de Temer.

Procurada pela EXAME.com, a PGR informou que não confirma a autenticidade de nenhum dos documentos que têm sido divulgados pela imprensa, já que eles saem do órgão em sigilo. A assessoria de imprensa do STF também informou que não tem como confirmar a autenticidade dos documentos porque eles ainda constam como sigilosos no sistema.