João Santana, marqueteiro do PT, é condenado por Moro

Decisão do juiz Sergio Moro condena marqueteiro João Santana por nove crimes de lavagem de dinheiro

São Paulo – O marqueteiro do PT João Santana foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção ativa na Operação Lava Jato. A esposa e sócia do marqueteiro, Mônica Moura, também foi condenada.

Em decisão publicada nesta quarta-feira, Moro condena ainda outros quatro réus, entre eles João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, que já havia se envolvido no caso do mensalão.

“Condeno João Cerqueira de Santana Filho por nove crimes de lavagem de dinheiro”, diz a decisão do juiz Sérgio Moro. A pena de João Santana será de mais de oito anos de prisão.

“Entre os nove crimes de lavagem, reconheço continuidade delitiva. Considerando a quantidade de crimes, elevo a pena do crime em 2/3, chegando ela a oito anos e quatro meses de reclusão e cento e oitenta dias multa.”

João Santana e Mônica Santana foram investigados na 23ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Acarajé. Santana foi o responsável pelas campanhas políticas de Lula e de Dilma Rousseff.