Dólar R$ 3,32 0,51%
Euro R$ 3,76 0,11%
SELIC 10,25% ao ano
Ibovespa -0,82% 61.675 pts
Pontos 61.675
Variação -0,82%
Maior Alta 5,67% CSNA3
Maior Baixa -3,90% ESTC3
Última atualização 27/06/2017 - 17:21 FONTE

João Doria tem aprovação recorde em São Paulo, diz Datafolha

Pesquisa mostra que Doria tem aprovação recorde se comparado a antecessores. Maioria do eleitorado quer que ele continue como prefeito em 2018

São Paulo – Neste domingo foi divulgada a última pesquisa Datafolha sobre avaliação de João Doria (PSDB) à frente da Prefeitura de São Paulo. Os dados casam com o final do primeiro trimestre do empresário em sua primeira experiência política. Doria, de acordo com a pesquisa, conta com aprovação recorde quando comparado a seus antecessores no cargo.

Divulgados pelo jornal Folha de S. Paulo, os números são:

  • Ótimo/bom: 43%
  • Regular: 33%
  • Ruim/péssimo: 20%
  • Não sabe: 4%

Apesar do resultado bastante satisfatório para Doria, houve um grande aumento entre eleitores que avaliam seu governo como ruim ou péssimo. Em fevereiro, 13% avaliavam negativamente a gestão Doria–passados dois meses, esse número já salta para 20%. A rejeição a Doria, aliás, é mais alta do que era a de Haddad após 100 dias de governo.

Mas a avaliação positiva do atual prefeito de São Paulo marca um recorde no histórico registrado pelo instituto de pesquisa. Em pesquisas realizadas após o primeiro trimestre de governo, quem mais se aproximou da aprovação de Doria foi Marta Suplicy (na época no PT), com 34% de aprovação.

Após o mesmo período, Fernando Haddad (PT) tinha 31% de aprovação; Gilberto Kassab (PSD) tinha 16% de aprovação; Paulo Maluf (PP) e Celso Pitta tiveram 24% de aprovação; e José Serra (PSDB) tinha 20% de aprovação.

Futuro

A pesquisa ainda questionou o eleitorado paulistano sobre o que espera que João Doria faça no próximo ano. Já não é segredo que o nome do empresário tem ganhado cada vez mais força dentro do PSDB como um possível nome para disputar a Presidência da República em 2018.

A maioria dos paulistanos, no entanto, prefere que Doria não deixe o governo municipal em busca de outro cargo político. Entre os entrevistados, 55% afirmou ao Datafolha que gostaria que João Doria continuasse como prefeito de São Paulo em 2018. Outros 13% gostariam de ver Doria como candidato ao governo do Estado e 14% responderam que querem o empresário concorrendo a Presidência da República.

Apesar de o “doriaismo” vir crescendo, o PSDB deve frear a escalada política do empresário ao lançar o governador Geraldo Alckmin como candidato à Presidência. O Datafolha também pesquisou a opinião dos eleitores sobre a gestão atual de Alckmin. Segundo a pesquisa, 31% dos eleitores aprovam sua gestão, 36% a consideram regular e 31% ruim ou péssima.