Instituto Nacional de Meteorologia alerta para tempestade no RS

Há risco de quebra de vidros, estragos consideráveis, risco de queda de galhos de árvores, alagamentos, incidência de descargas elétricas e granizo

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou hoje (26) um aviso de alerta laranja, de chuvas intensas, a partir da tarde desta segunda-feira no Rio Grande do Sul.

A área do alerta inclui dezenas de municípios do estado, entre eles a capital Porto Alegre. O aviso é para as regiões de Campanha, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Encosta Inferior do Nordeste, Planalto Médio, Missões e o litoral.

De acordo com o Instituto, além da variação dos ventos de 61 e 99 Km/h, há risco de chuvas intensas entre 30 e 60 mm/h ou entre 50 a 100 mm/dia e granizo.

Também há risco de “quebra de vidros, estragos consideráveis, risco de queda de galhos de árvores, alagamentos, incidência de descargas elétricas e granizo” em diversas regiões do estado. O alerta vai até às 23h de terça-feira (27).

Ventos

Na madrugada de hoje foram registradas rajadas de vento superiores a 70 quilômetros por hora (km/h) em Porto Alegre.

A tempestade deixou 140 mil clientes da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) sem energia durante a madrugada na região metropolitana da capital e em Pelotas e Canguçu, no sul do estado.

Na última atualização da CEEE, às 15h44, 9 mil clientes ainda estavam sem luz, mas a previsão da empresa é que o serviço se normalize até o fim da tarde.

Segundo a Companhia, 70% das ocorrências tiveram como causa a queda de galhos na rede. “Equipes foram reforçadas para agilizar a normalização do fornecimento”, informou a assessoria de imprensa. A previsão de temperatura na capital hoje é de 25 e 35°C.

Recomendações

As recomendações do INMET para quem vive na área do alerta é que se abriguem da chuva torrencial, que poderá chegar acompanhada de granizo e causar inundações.

Conforme o instituto, o abrigo não deve ser debaixo de árvores ou de coberturas metálicas frágeis, pois há riscos de quedas.

Outras orientações são para desligar aparelhos elétricos, o quadro geral de energia e de gás, além de colocar documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido.

Os motoristas não devem estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Em caso de dúvidas ou se houver necessidade de mais informações devem ser acessados os telefones 199 , da Defesa Civil, e 193, do Corpo de Bombeiros.