GSI identifica “fã” de Temer que passou mal no Planalto

Aos gritos de "Michel Temer, eu te amo", Janethe passou mal ao ser barrada e ficou alguns minutos deitada no chão, mas consciente

Brasília – O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) identificou a mulher que tentou entrar no Palácio do Planalto antes da cerimônia do Plano Safra para falar com o presidente Michel Temer.

Sem credenciamento, ela foi impedida de entrar pela segurança.

“Por volta das 10:30 horas de hoje, a Sra JANETHE ROSA DE SOUZA OVÍDIO, por não estar credenciada, foi impedida de entrar no Palácio do Planalto. Questionada pela Segurança Presidencial, disse que queria falar com o Presidente e que não iria embora sem encontrar com a autoridade”, explicou o GSI na nota.

Aos gritos de “Michel Temer eu te amo” e “Eu não quero morrer antes sem te ver”, Janethe passou mal ao ser barrada e ficou alguns minutos deitada no chão, mas consciente.

Em seguida, ainda muito nervosa, ela foi atendida pelos brigadistas, colocada em uma cadeira de rodas e levada para atendimento dentro do Planalto.

No momento em que era encaminhada, ainda murmurou algumas palavras: “Vocês estão mentindo. Não vão me levar para encontrar o Temer.”

Segundo o GSI, Janethe alterou-se após ser orientada sobre os procedimentos para obter uma audiência com o Presidente da República e tentou invadir o Palácio. “Nesse momento, foi contida e retirada do local”, diz a nota.

Outro caso

No último dia 23, outra mulher, identificada como Mari Fernandes, conseguiu entrar no Planalto e chegar ao terceiro andar, com a ajuda de alguém autorizado, e afirmou que queria “rezar pelo presidente”.

Ela se identificou como integrante do Centro Mundial de Missões e afirmou que vinha orar por Temer depois de uma intervenção divina. “Deus me tocou o chamado do senhor”, disse.