Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,64 -0,77%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,25% 64.020 pts
Pontos 64.020
Variação 1,25%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -5,60% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 15:50 FONTE

Grupos anti-Dilma voltam às ruas contra Renan e pela Lava Jato

Atos de hoje acontecem em mais de 200 cidades, segundo movimento Vem pra Rua

São Paulo – Cinco dias depois que a Câmara dos Deputados aprovou medida que desfigura as 10 medidas contra a corrupção, os movimentos que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff voltaram às ruas neste domingo em defesa do Judiciário e contra Renan Calheiros.

A pauta dos atos de hoje tem como mote a defesa da Operação Lava Jato e a independência do Judiciário que, segundo procuradores, estaria ameaçada pela emenda ao texto das 10 medidas que permite a penalização de juízes e membros do MPF. Os organizadores falam também em defesa da proposta que determina o fim do foro privilegiado para políticos.

Além disso, os grupos Vem pra Rua e Movimento Brasil Livre (MBL) pedem também que Renan Calheiros (PMDB-AL) deixe a presidência do Senado. O peemedebista se tornou nesta semana réu pela primeira vez em uma ação penal no STF.

ACOMPANHE O DIA DE PROTESTOS

18h24 – Termina aqui a cobertura de EXAME.com


17h30 – Planalto não vai se pronunciar, mas respira aliviado

O governo não fará um pronunciamento oficial neste domingo sobre os protestos, mas segundo EXAME.com apurou, Temer respira aliviado após constatar que as críticas ao seu governo ficaram em segundo plano. Mesmo assim, não poupará esforços para se blindar contra eventuais insatisfações populares com relação ao Congresso. Temor é de que onda de revolta se alastre e respingue na imagem do Planalto. A conferir.

Protesto na Paulista manda recado para Temer: "seu compromisso é com o Brasil ou com corruptos?"

Protesto na Paulista manda recado para Temer: “seu compromisso é com o Brasil ou com corruptos?” (Vem pra rua/Facebook/Divulgação)


16h55 – Artistas também aderem aos protestos de hoje


16:04 – Protesto ocupa parte da avenida Paulista

Veja vídeos:


15:53 – No Rio, organizadores estimam 600 mil manifestantes

Entre os gritos de guerra dos manifestantes estavam “Fora Renan” e “Lula na cadeia”. Em meio à multidão, ambulantes vendiam bonecos infláveis de Moro vestido de super-herói e de Lula e da presidente deposta Dilma Rousseff trajando uniformes de presidiários. Leia mais

 Manifestantes protestam na praia de Copacabana, na manhã de hoje (4), a favor da Lava Jato e do juíz Sergio Moro. (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Manifestantes protestam na praia de Copacabana, na manhã de hoje (4), a favor da Lava Jato e do juíz Sergio Moro. (Tomaz Silva/Agência Brasil) (Tomaz Silva/Agência Brasil)


15:10 – Relator de projeto de abuso de autoridade diz que movimentos são manipuláveis

Roberto Requição, relator do projeto de abuso de poder no Senado, prometeu que, “com pitis ou sem pitis”, vai apresentar projeto de lei sobre o assunto na terça. Veja tuítes:


14:57 – Na Avenida Paulista, fizeram um “muro da vergonha”

Imagem postada na página do Facebook do movimento Vem Pra Rua mostra banner com “muro da vergonha” na avenida Paulista. Na foto aparecem os senadores que votaram para que texto que desfigurou o pacote anticorrupção fosse votado em regime de urgência no Senado. 

http://exame.abril.com.br/mundo/cuba-se-despede-de-fidel-e-inicia-nova-era/


14:35 – Renan Calheiros: manifestações são legítimas

Principal alvo dos protestos de hoje, Renan Calheiros afirma, em nota, que as manifestações devem ser respeitas e que o “Senado continua permeável e sensível às demandas sociais”.

“Presidência do Senado Federal

O presidente do Senado, Renan Calheiros, entende que as manifestações são legítimas e, dentro da ordem, devem ser respeitadas. Assim como fez em 2013, quando votou as 40 propostas contra a corrupção em menos de 20 dias, entre elas a que agrava o crime de corrupção e o caracteriza como hediondo, o Senado continua permeável e sensível às demandas sociais.
Assessoria de Imprensa
Presidência do Senado Federal”


14:15 – Alvos do dia: Renan, Maia e … Dias Toffoli

Até este momento, há registro de protestos em ao menso 10 estados pelo Brasil. Os presidente da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Renan Calheiros, são os principais alvos das manifestações. Mas, em Brasília, sobrou também para o ministro Dias Toffoli.

original_dias-toffoli-2.jpg

Ele pediu vista do processo que impediria que réus pudessem fazer parte da linha sucessória da presidência da República, o que interrompeu uma decisão que já possuía maioria no plenário da corte.

Caso o julgamento tivesse sido concluído, ao se tornar réu na semana passada, Renan teria automaticamente que deixar a presidência do Senado, terceiro posto na linha sucessória da presidência da República.


 

14:12 – “Tentaram passar os brasileiros para trás”, diz líder do Vem pra Rua

Em vídeo ao vivo publicado na página do Vem pra Rua, Rogerio Chequer, líder do movimento mostra movimentação na Paulista. Ele afirma que, na última quarta-feira, o Congresso tentou, por duas vezes, passar os brasileiros para trás. “Você vai ficar sentado?”, diz, convidando manifestantes para o evento, marcado para às 14h.


13:39 – Mulher de Moro convida seguidores para ato

A advogada Rosângela Moro, que administra a página “Eu MORO com ele“, em homenagem ao juiz Sergio Moro, seu marido, usou a rede social para convidar manifestantes para o ato em apoio à Operação Lava Jato em Curitiba, a partir das 15h. Ele é alvo do apoio dos protestos de hoje. 


13:09 – Em Salvador, manifestantes se aglomeram no Farol da Barra

Ato em Salvador contra corrupção em 4 de dezembro


12:50 – Um minuto de silêncio pelas vítimas da Chape

Manifestantes em Recife (PE) fizeram um minuto de silêncio pelas vítimas da queda do voo que levava parte da delegação da Chapecoense e jornalistas para a Colômbia.


12:20 – Há protestos também no interior de São Paulo 

Estado concentra o maior número de cidades com atos neste domingo.


12:15 – Vídeo mostra concentração no Rio de Janeiro


11:30 – Entre 4 e 5 mil pessoas em Brasília, segundo a PM do DF

Ratos de papel em protesto em Brasília, dia 04/12/2016

Ratos de papel em protesto: “Porque é isso que eles são. Eles não nos representam”, afirma uma das coordenadoras do protesto (Vem Pra Rua Brasil/Facebook/Reprodução)

Os manifestantes estão reunidos em frente ao Congresso Nacional. A estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal é de que cerca de 5 mil pessoas estejam presentes no evento.

Segundo Estadão, a maioria das faixas pede a saída do presidente do Senado. Um carro de som puxa palavras de ordem afirmando que o movimento não é de direita contra a esquerda, mas da nação contra a corrupção.

“Vamos bater palmas para a Polícia Federal”, “Sérgio Moro é intocável” e “Lava Jato patrimônio nacional” são outras palavras de ordem. Eles também afirmam que o pacote anticorrupção será aprovado no Congresso e que a população está vigiando os deputados e senadores.


11:05- No Rio de Janeiro, a mobilização é em Copacabana



10:15 – Brasília é uma das primeiras cidades a receber o protesto


10:00 – Veja a lista de cidades que devem participar dos protestos de hoje

Segundo lista divulgada pelo movimento Vem pra Rua, protestos devem acontecer em mais de 200 cidades de todas as unidades da federação mais Distrito Federal. A expectativa é de que a maior mobilização aconteça na avenida Paulista, em São Paulo, a partir das 14h. 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. David de Paulo Pereira

    Nunca vi um título de matéria tão infeliz. Até onde sei neste domingo será um evento anti corrupção independentemente de partidos A, B ou C. O jornalista se excede aos fatos e omite opinião ao fazer um título assim.

  2. ViP Berbigao

    Defesa do Judiciário com as mordomias que eles tem? Tipo 60 dias de férias, 20 de recesso, auxilio moradia, auxilio paletó, bolsa disney e bolsa Miami? Qual é? Sò muito otário para participar!

    1. Antenor Assis

      Exato! Minha cunhada é juíza há 2 anos e já tira + de 20 mil mensais!

    2. ViP Berbigao

      O pior de tudo é ainda ver esses caras embalando processo para dormir em berço esplendido. Mas pudera, os caras tem expediente TQQ (terça, quarta e quinta) e qdo aparecem. Tem processo da minha esposa com 22 anos. Um inventário q sou parte q a um ano o Ministério Público não se manifesta. É algo surreal. Não contratam mais gente e também não poem um computador para analisar o processo e proferir a sentença automaticamente. Por isso q demora 20, 30 ou 40 anos para transito em julgado. E se vc depender de uma execução desse processo só vai ver a indenização a sua segunda geração. É mole?

  3. jeadnkd ffieiqmd

    No Brasil parece que cada um tem seu ladrão favorito, e o grupo Civita parece ter elegido Temer o seu, usar o nome de Dilma para uma chamada contra um governo desonesto desde sua origem, que tem pilhado esses país com sua quadrilha, não só é também desonesto como escandalosamente ridículo.

  4. Anderson Santos

    O que tem haver a dilma com isso ???? Na boa para ser tendencioso não estamos mais em 1990! as pessoas tem acesso a informação hoje em dia graças a Deus! Para de inventar!

  5. Que título infeliz! O povo se unindo e a Exame desunindo. É um ato contra a corrupção, deve haver várias pessoas pró-Dilma lá que também são contra a corrupção. Talita Abrantes, guarda a tua opinião polarizada para tuas redes sociais. A Exame não deveria permitir esse tipo de coisa. Decepcionado.

  6. Alberto Michel Saliba

    Como assim anti Dilma? Anti corruptos seja de que partido forem.

  7. Sadan Rodrigues Rodrigues

    Eles são mal imtecionados e não representamo povo brasileiro e sim os próprios interesses

  8. NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS eu vi um título TÃO INFELIZ e tendencioso… vergonhoso este tipo de jornalismo. Dilma não é mais presidente. E quem está querendo barrar a lava-jato é o desgoverno temer (inclusive com ministros que já cairam por isso), apoiado pelo vergonhoso Renan Calheiros (que quis aprovar matérias as pressas para proteger corruptos). Cobertura vergonhosa.

  9. Ricardo Silva

    Roberto Requição!!kkkkkkkkkk

  10. Malcolm Dennis Wint

    A solução pode estar aqui:

    SEGUNDA CARTA ABERTA À SUA EXCELÊNCIA JOAQUIM BARBOSA.

    Re: “O BRASIL NÃO ESTÁ PRONTO PARA UM PRESIDENTE NEGRO” – de Sua Excelência Joaquim Barbosa ,na entrevista ao jornal O Globo, domingo 28/07/2013 – concedida à Miriam Leitão.

    V. Ex.ª, sem dúvidas, é uma das personagens mais importantes da política brasileira da atualidade.

    O JUIZ SÉRGIO MORO ESTÁ LEVANDO A CABO COM O LAVA JATO O QUE A V. EX.ª INICIOU COM A MENSALÃO!

    Veja bem, Os Estados Unidos não estavam prontos para um presidente negro em 2008 e não estão AINDA!
    O que facilitou a eleição de Barack Obama na eleição presidencial de 2008 foi o descontentamento generalizado gerado por uma crise econômica assustadora e o fato que ele era do partido da oposição – Os Democratas. Qualquer candidato deste partido daquela época ganharia aquelas eleições de 2008, tanto o BARACK OBAMA quanto a Hillary Clinton.

    O Brasil ainda não está pronto para um presidente negro e também não estiver pronto no futuro previsível. O que vai viabilizar a candidatura da V.Exa. é o descontentamento generalizado tocante na classe política da atualidade.
    PARECE QUE TUDO MUNDO JÁ SE SUJO!!
    OBAMA não foi eleito porque ele era negro.
    Ninguém e absolutamente ninguém, jamais falou que era a hora de eleger um presidente negro.
    . Ele estava no lugar certo, na hora certa!
    V. Ex.ª AGORA TAMBÉM ESTÁ NO LUGAR CERTO NA HORA CERTA como uma alternativa viável, fresca e limpa.
    O fato de que V. Ex.ª é negro é totalmente irrelevante.
    Então, V.Exª vai ter que decidir a enfrentar mais cedo ou mais tarde, “esses bolsões de intolerância muito fortes e não declarados no Brasil que se insurgirão de maneira violenta contra, no momento em que um candidato negro se apresente, ” e lançar a própria legenda!
    A hora é agora mesmo e tem que ser tomada com ousadia, destemidamente.
    O Maílson da Nóbrega na coluna dele na revista Veja de 24 de dezembro, 2014, pág. 22 intitulado “Instituições por trás da Operação Lava – Jato “ declarou que “ o surgimento da crença de que poderosos podem ir para a cadeia. Essa última muito deve à atuação do ministro Joaquim Barbosa, do STF, no julgamento da mensalão.”
    Foi um “ sea change “ – um divisor de águas – , na política brasileira. E a obra tem que ser levada a cabo. Parece foi o destino divino da V.Ex.ª. Mais uma coisa, a campanha de Barack Obama começou nas redes sociais. A V.Ex.ª. tem que aparecer já no Facebook também, por favor.
    Atenciosamente
    Malcolm Dennis Wint.