Governo nega problema em segurança após morte de agente

Ministro disse que o episódio foi pontual e não são necessários ajustes no esquema de segurança

Rio de Janeiro – O governo federal não vê problemas na segurança dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro após a morte de um agente da Força Nacional de Segurança (FNS) baleado numa favela da cidade e não serão feitos ajustes no esquema de segurança do evento, disse o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Sérgio Etchegoyen.

Em entrevista coletiva após reunião para tratar do andamento do esquema de segurança da Olimpíada, Etchegoyen disse que a morte do agente da FNS é “muito menor que a Olimpíada” e classificou de “pontuais” outros episódios registrados durante os Jogos, como o do ônibus com jornalistas que foi atingido, segundo as autoridades, por uma pedra, além de uma bala perdida encontrada no local onde são realizadas as provas de hipismo.