Governo anuncia medidas para atender afetados pelas chuvas

Foi aprovado o envio de 100 profissionais de saúde para atendimento médico em Minas Gerais e decretada antecipação nos subsídios dos programas de assistência social

Brasília – O Governo Federal anunciou nesta segunda-feira um pacote de medidas de emergência para levar assistência aos afetados pelas chuvas da região sudeste e para prevenir novos desastres como os que já atingiram 2,5 milhões de pessoas.

‘Evitar mortes é nossa prioridade número um’, disse a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na entrevista coletiva posterior à reunião com a presidente, Dilma Rousseff, e os responsáveis por cinco ministérios envolvidos na prevenção e atendimento às vítimas de desastres naturais.

Entre as medidas anunciadas, foi aprovado o envio de 100 profissionais de saúde para reforçar o atendimento médico em Minas Gerais, o estado mais afetado pelas chuvas das últimas duas semanas. Também foi decretada uma antecipação nos subsídios dos programas de assistência social do governo.

Além disso, Dilma aprovou a abertura de uma linha de crédito de R$ 440 milhões para atender aos municípios afetados pelas chuvas.

Um grupo de 35 geólogos e 15 hidrólogos vai ser mobilizado a partir desta segunda-feira nas regiões mais vulneráveis para identificar a possibilidade de novos deslizamentos de terras, segundo detalhou o ministro de Integração Nacional, Fernando Bezerra.

Bezerra afirmou que existe um ‘risco elevado’ de que ocorram chuvas intensas entre esta segunda e a quarta-feira em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.

Nestas duas regiões foram registrados desde o início do ano até o domingo 11 mortos, dois desaparecidos, cerca de 30 mil desabrigados e 2,5 milhões de afetados, segundo dados dos ministros.

Um novo deslizamento de terras causou nesta segunda-feira pelo menos três mortos e deixou entre 15 e 20 desaparecidos em Sapucaia, no estado do Rio de Janeiro, segundo autoridades locais.

As chuvas causaram outros três mortos em Além Paraíba, Minas Gerais, de acordo com relatórios da Polícia da região.

As chuvas também causaram danos em 37 trechos de 16 estradas federais em cinco estados do Brasil, cinco destes trechos tinham o tráfego de veículos totalmente interrompido na manhã desta segunda-feira, segundo dados do Ministério dos Transportes.