Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

Goiânia terá segundo turno entre Rezende e Cardoso

Iris Rezende teve 39,82% dos votos válidos e Vanderlan Cardoso teve 32,25% dos votos válidos

Os candidatos Iris Rezende (PMDB) e Vanderlan Cardoso (PSB) vão disputar o segundo turno das eleições para a prefeitura de Goiânia (GO). Iris Rezende teve 39,82% dos votos válidos e Vanderlan Cardoso teve 32,25% dos votos válidos.

Até agora, foram apurados 91,55% das urnas.

Iris Rezende (PMDB)

Iris Rezende tem uma carreira consolidada na política local, com bastante atuação, sobretudo até o final dos anos 1990. Já foi governador de Goiás duas vezes, prefeito de Goiânia, também duas vezes, e senador.

Sua última disputa política foi a campanha para governador da capital goiana, em 2014, mas foi derrotado no segundo turno por Marconi Perillo (PSDB).

Iris nasceu em Cristianópolis (GO) e tem 82 anos. Começou na política como vereador de Goiânia em 1958. Em 1962 foi eleito deputado estadual e três anos depois chegou à prefeitura da cidade pela primeira vez.

Foi eleito prefeito da cidade novamente mais de 40 anos depois, em 2004, sendo reeleito em 2008. Comandou o governo de Goiás nos períodos de 1983 a 1986 e de 1991 a 1994.

Tentou chegar ao governo outras três vezes, mas em todas elas foi derrotado por Perillo. Iris também foi ministro da Agricultura e da Justiça.

Vanderlan (PSB)

Vanderlan Cardoso tem 53 anos e nasceu em Iporá (GO). Trabalhou como engraxate, feirante e chapeiro de lanchonete antes de ser tornar empresário.

No final da década de 80 se mudou para Brasília, onde abriu uma indústria no segmento de alimentação. A indústria, atualmente, emprega mais de mil pessoas na matriz e nas duas filiais que possui.

Politicamente, Vanderlan tem uma história relativamente nova. Foi eleito prefeito de Senador Canedo (GO) em 2004 e reeleito quatro anos depois.

Em 2010, tentou o governo do estado de Goiás. Ficou em terceiro lugar no primeiro turno, com 16,38% dos votos válidos.

Até então no PR, Vanderlan decidiu mudar de partido antes das eleições de 2014. Chegou a ir para o PMDB, partido de Iris Rezende, mas desentendeu-se com o político e foi para o PSB.

No pleito de 2014, tentou novamente o governo de Goiás. Ficou novamente em terceiro lugar, dessa vez com 14,98% dos votos válidos.