Funkeira grava videoclipe nas imediações do Congresso

MC Bandida gravou clipe no local após manifestantes terem tentado lavar a rampa da sede do Legislativo pedindo a "limpeza" da imagem do Senado

Brasília – Quase ao mesmo tempo em que cerca de 20 manifestantes eram impedidos pela segurança de “lavar e faxinar” a rampa da sede do Poder Legislativo, num protesto contra a candidatura de Renan Calheiros (PMDB-AL) à presidência do Senado, a funkeira MC Bandida gravava um videoclipe só de calcinha e sutiã, também nas imediações do Congresso.

Sem acesso à rampa do Congresso para fazer a limpeza e exigir um presidente do Senado ficha limpa, os 20 manifestantes recuaram um pouco e lavaram simbolicamente um dos espelhos d’água que ficam entre o prédio do Legislativo e o gramado. O grupo desenhou uma cruz no gramado, com baldes e vassouras.

O gesto, segundo o coordenador do movimento, Antonio Carlos Costa, da ONG Rio de Paz, representa a necessidade do Senado “limpar” sua imagem. Já a funkeira MC Bandida parecia um pouco nervosa enquanto uma equipe gravava o videoclipe. Mas ninguém apareceu para impedi-la de fazer sua coreografia.

O protesto contra a candidatura de Renan Calheiros foi apoiado por 20 organizações não governamentais anticorrupção. Logo de madrugada, os manifestantes levaram para a frente do Congresso 81 vassouras – uma para cada senador -, baldes e panos de chão.

Um segurança informou aos manifestantes que eles não poderiam “faxinar” a rampa porque, por ela ser uma área comum da Câmara e do Senado, os presidentes das duas Casas teriam de autorizar a lavagem. Além da Polícia Legislativa, 80 policiais militares foram destacados para impedir que os manifestantes fossem até a rampa.