Ferramenta ajuda prefeitos a identificar problemas da cidade

Segundo a Vivo, desenvolvedora do sistema, a plataforma reduz os gastos das prefeituras em até 80%

São Paulo – Em meio às mudanças na gestão das prefeituras das cidades brasileiras, uma ferramenta desenvolvida pela Vivo deve ajudar os governantes dos municípios a identificar os problemas apontados pelos moradores.

Chamado de 156 digital, a plataforma detecta as principais reclamações nos canais de comunicação das prefeituras – e nas redes sociais – e gera uma espécie de “cardápio” de relatórios enviados para as áreas competentes.

Em termos práticos, a iniciativa cria um mapa da cidade com a localização das ocorrências, como a queda de árvores, buracos nas ruas, lâmpadas apagadas e longas filas nos postos de saúde. O sistema, que tem custo médio de R$ 3 mil por mês, só pode ser acessado por funcionários da prefeitura.

O serviço ainda disponibiliza um aplicativo para que o próprio prefeito acompanhe as solicitações dos eleitores e o respectivo status da solução aplicada em tempo real.

“Vários filtros podem ser utilizados, permitindo identificar em quais bairros estão concentrados os problemas, em que período ocorreram, se foram resolvidos e qual prazo para a solução”, afirma Viviane Soares, diretora de Produtos B2B da Vivo. “Ou seja, relatórios que antes eram disponíveis apenas ao final de cada mês são extraídos diariamente”.

A ferramenta, que segundo a Vivo reduz os gastos das prefeituras em até 80%, já está disponível nas cidades paulistas de Guariba, Votuporanga, Rifaina, Serra Azul, Lençóis Paulista, Icanga, Nhandeara, São Carlos, Ibatiba, Ibitinga, Monte Aprazível e em alguns municípios do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais.