Ex-assessor especial de Cabral é preso na Dutra

Os policiais localizaram Ary Filho na região de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense

São Paulo – Agentes da Polícia Rodoviária Federal prenderam na Rodovia Presidente Dutra o funcionário da Secretaria da Fazenda do Rio Ary Costa Filho, o “Arizinho”, assessor especial do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB).

Os policiais localizaram Ary Filho na região de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Na manhã desta quinta-feira, 2, a Polícia Federal foi à residência dele, na Barra, mas os agentes não localizaram o assessor. Ary Filho teve a prisão preventiva decretada pela Justiça Federal por supostamente lavar dinheiro de propinas do ex-governador.

Apontado como “um dos operadores mais importantes” do grupo criminoso de Cabral investigado pela Procuradoria da República, Ary Filho é suspeito de ter atuado para lavar ao menos R$ 10 milhões em propinas por meio de concessionárias de carros e compras de imóveis no Estado do Rio. Deste valor, segundo os investigadores, R$ 8 milhões teriam sido destinados para Cabral.

Para os investigadores, a proximidade entre Ary Filho e Cabral é demonstrada pelas sucessivas nomeações para assessorar o político na Assembleia Legislativa (1996), Senado (2004) e governo do Estado (2007 e 2010).

O assessor especial do ex-governador pediu sua exoneração em julho de 2010 e retornou ao cargo em outubro, após a campanha à reeleição.

Ele se manteve nesse cargo no governo Pezão, do qual pediu sua exoneração depois do oferecimento da denúncia da Operação Calicute, em dezembro passado.