Estudo revela que Brasil tem mais de 3 mil museus

No início do século passado, o país tinha apenas 12 museus

Rio de Janeiro – O Brasil, que no início do século passado tinha apenas 12 museus, chega ao fim da primeira década do século 21 com 3.025 instituições desse tipo. A informação consta da publicação Museus em Números, editada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Cultura e divulgada hoje (14) no Museu da República, no Rio de Janeiro. 

Resultado de um trabalho de quatro anos, que envolveu mais de 30 profissionais, o levantamento é o primeiro realizado no país, em caráter aprofundado, sobre a quantidade e a qualidade dos museus brasileiros. Das 3.025 instituições mapeadas, 1.500 responderam à pesquisa iniciada em 2006 pelo Ibram, por intermédio do Cadastro Nacional de Museus.

Os números trazem informações que revelam a importância dos museus na vida cultural do país. O Brasil tem mais museus que salas de cinema (2.098) e teatros (1.229), conforme dados divulgado este ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Vinte e um por cento dos municípios brasileiros – 1.172 de um total de 5.564 – têm pelo menos um museu.

Apesar do número expressivo, a maioria dos museus ainda está concentrada nas capitais e nas regiões Sudeste e Sul. As três metrópoles mais populosas também abrigam os maiores acervos: São Paulo, com 132 museus, Rio de Janeiro, com 124, e Salvador, com 71. Palmas, no Tocantins, com apenas três, é a capital com menor número de museus.

O estado de São Paulo, com 517 instituições, é a unidade da federação com maior quantidade de museus, ficando em segundo lugar o Rio Grande do Sul, com 397, e em terceiro, Minas Gerais, com 319 museus. Os gaúchos, no entanto, têm a melhor relação entre o número de museus e a população, com uma instituição para cada 26.657 habitantes. A pior é a do Maranhão, onde para cada 266.042 habitantes há apenas um museu. 

Na distribuição regional, o Sudeste (1.151) e o Sul (878) detêm o maior número de museus. No Nordeste, existem 632, no Centro-Oeste, 218 e, no Norte, 146. Em nível regional, o Nordeste registra o maior número de habitantes por museu: 100.160.

Quanto aos acervos, o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, é o conta com a maior quantidade de bens culturais preservados: 15 milhões de peças. 

Segundo o estudo do Ibram, 67,5% dos museus brasileiros são dedicados à história, 53,4%, às artes visuais, e 48,2% à imagem e som.   

Pelas projeções do cadastro do Ibram, em 2009, os museus brasileiros foram visitados por cerca de 82 milhões de pessoas. A maioria das instituições (67,2%) é pública, e 79,7% delas não cobram ingresso, quer sejam públicas ou privadas. De acordo com o estudo, os museus brasileiros empregam atualmente 26.762 pessoas.

A expectativa do Ibram é que o resultado desse verdadeiro “censo museológico” sirva de referência para o planejamento de politicas públicas para o setor. O Ibram também pretende tornar o trabalho periódico, com edições trienais.