Estado de SP tem menor taxa de homicídio da história, diz Alckmin

Segundo Alckmin, na comparação anual, os homicídios em São Paulo caíram 13,3%

São Paulo – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), aproveitou uma cerimônia desta quinta-feira, 22, onde foram anunciadas aquisições de equipamentos ao sistema penitenciário, para antecipar que a taxa de homicídios no Estado caiu no mês passado ao menor patamar da série histórica, que teve início em 2001.

Em outubro, os homicídios haviam crescido no Estado e caído na capital paulista. Segundo Alckmin, na comparação anual, os homicídios em São Paulo caíram 13,3%, numa relação de 8,1 a cada 100 mil habitantes.

Na capital, a queda foi de 14,8%, para 7,4 homicídios a cada 100 mil paulistanos, informou o governador.

“Claro que queremos melhorar muito mais, mas (São Paulo) é o campeão no Brasil em termos de redução de homicídios. São vidas salvas”, disse o governador em entrevista no Palácio dos Bandeirantes, sede do Executivo paulista.

Outubro

Os homicídios cresceram no mês de outubro no Estado, puxados por aumentos no interior e na Região Metropolitana de São Paulo. O índice subiu 12,17%, de 304 para 341 registros, na comparação do mês passado com outubro de 2015.

Na capital do Estado, no entanto, houve redução nesses registros. A queda foi de 11,59%, de 73 para 63 ocorrências, na comparação do mesmo período. Os roubos também subiram no Estado.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Os investimentos do governo de SP em equipamentos, tecnologia e treinamento conseguiu diminuir os índices de violência e criminalidade. Isso mostra que a política de segurança pública do governo Alckmin está correta. SP é hoje o estado com menor índice de homicídios do país. Das 50 cidades mais violentas, nenhuma fica em SP. O governo do Estado tem feito sua parte. Basta agora o governo federal colaborar com o combate ao tráfico internacional de drogas e armas, e o congresso nacional aprovar mais leis que ajudam a diminuir a criminalidade.