Escolas têm até hoje para pedir reexame das médias do Enem

Mais de 30 instituições entraram com pedido de reexame até agora e, em todos os casos, foi constatada inconsistência no processo de cálculo das médias

Brasília – Os dirigentes das unidades escolares têm até hoje (4) para pedir o reexame das médias no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) analisa tecnicamente as justificativas das escolas e, caso o recurso seja deferido, a escola tem as notas das proficiências calculadas e os resultados divulgados.

Até essa terça-feira (3), segundo o Inep, mais de 30 instituições entraram com pedido de reexame. Dessas, 17 passaram a integrar a lista de médias divulgadas pelo Inep. Em todos os casos, foi constatada inconsistência no processo de cálculo das médias.

As escolas tinham mais estudantes inscritos no Enem 2012 que o número de alunos de 3º ano presentes no Censo Escolar do mesmo ano, o que impediu o cálculo da média.

O Inep divulgou inicialmente as notas de 11,2 mil escolas. O pré-requisito é que as escolas tenham no mínimo 50% de participação dos alunos concluintes do ensino médio no exame e que o percentual corresponda a pelo menos dez estudantes.

Na divulgação, consta a média das notas dos estudantes nas quatro competências das provas: linguagens e códigos, matemática, ciências humanas e ciências da natureza, além da redação.

As novas médias mudaram o ranking inicial. A média do colégio Objetivo Integrado, 740,81 pontos, superou a média do Colégio Bernoulli (722,15), que ocupava até então o primeiro lugar em desempenho no Enem do ano passado.

Já a escola Ari de Sá Cavalcanti, do Ceará, passou a ocupar o quinto lugar no ranking geral, com 711,24 pontos. As notas foram calculadas pela Agência Brasil levando em consideração as médias nas quatro competências do exame. Não foi levada em consideração a nota da redação.