Emídio diz que PT tem que se abrir para a juventude

Presidente estadual do partido tentou amenizar as críticas feitas ao partido pelo ex-presidente Lula

São Paulo – O presidente estadual do PT em São Paulo, Emídio de Souza, minimizou as críticas feitas ao partido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na manhã desta segunda-feira, 22, cobrou que correligionários salvem o projeto da sigla em vez de pensarem em salvar a própria pele.

Emídio concordou que o partido precisa de “se abrir mais para a juventude“.

A fala do ex-presidente Lula acontece pouco depois do 5º congresso do PT que, para muitos filiados, foi frustrante por não aprovar mudanças significativas para o partido.

Na opinião de Emídio, a fala do presidente não é contraditória com o resultado do congresso.

“O Congresso é um processo que tirou várias orientações para o PT. A mudança pela qual o PT precisa passar começa agora, mas não se encerra em dias. É um processo histórico”, justificou o petista.

Emídio de Souza comentou ainda a pesquisa Datafolha divulgada no último fim de semana que mostra Lula atrás do tucano Aécio Neves em uma eventual corrida pelo Palácio do Planalto.

“Com o massacre que o PT está sofrendo, o presidente Lula manter 25% é sinal de que o PT tem vitalidade”, disse.