Eliseu Gabriel é terceiro secretário de Doria a deixar cargo

Soninha Francine (PPS) e Patrícia Bezerra (PSDB) deixaram as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos antes dele

São Paulo – O secretário municipal de Trabalho e Empreendedorismo de São Paulo, Eliseu Gabriel, anunciou que vai deixar a Prefeitura de São Paulo na semana que vem. Vereador eleito pelo PSB, Gabriel vai voltar à Câmara Municipal.

“Sou presidente municipal do meu partido e preciso dar uma atenção maior para a articulação política”, disse Gabriel, ao comentar a saída.

O secretário afirma que pesou na decisão a instabilidade política do País e a necessidade de coordenar o PSB em São Paulo. “2018 está logo aí, daqui a seis meses”, disse. Gabriel lembrou que o PSB é o partido do vice-governador Márcio França e é a terceira maior legenda em número de prefeitos do Estado.

Gabriel disse ainda que sua saída foi sendo discutida com o prefeito há mais tempo e que o desligamento ocorreu de forma amigável.

A saída de Gabriel era tida como certa por vereadores da base aliada de Doria na semana passada. Para a base, a vereadora Aline Cardoso (PSDB) deverá assumir o cargo. Ela não foi localizada para comentar. Aline já havia sido convidada pelo prefeito para assumir a secretaria no começo do ano. Ela agradeceu o convite mas disse a Doria que gostaria de atuar, primeiro, como vereadora.

Gabriel é a terceira baixa do governo Doria. Antes dele, Soninha Francine (PPS) e Patrícia Bezerra (PSDB) deixaram, respectivamente, as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. No caso de Soninha, Doria estava descontente com o trabalho da subordinada. Já Patrícia saiu da Prefeitura por discordância com as ações do prefeito para a Cracolândia, no centro da cidade.