Dunga deixa seleção após eliminação na Copa América

O anúncio significa o fim da segunda passagem do treinador, que reassumiu a seleção em julho de 2014

Rio de Janeiro – O técnico Dunga deixou o comando da seleção brasileira depois do fracasso da equipe na Copa América Centenário, em que o Brasil foi eliminado na primeira fase pela primeira vez desde 1987, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira.

“A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu dissolver a comissão técnica da seleção brasileira. Deixam os cargos o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe”, disse a entidade em nota em seu site.

O anúncio significa o fim da segunda passagem do treinador, que reassumiu a seleção em julho de 2014 depois que o Brasil ficou em 4º lugar na Copa do Mundo em casa, com derrotas por 7 x 1 para a Alemanha na semifinal e por 3 x 0 para a Holanda no jogo final.

Dunga, que também treinou a seleção brasileira de 2006 a 2010, acumulou resultados ruins em sua segunda chance à frente da equipe: além da eliminação na primeira fase da Copa América Centenário esta semana, o time perdeu nas quartas de final da Copa América do ano passado e ocupa o 6º lugar nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

A saída do treinador também deixa a seleção olímpica do Brasil sem técnico a menos de dois meses dos Jogos Rio 2016.