Doria multará carros em viaduto da 9 de Julho a partir do dia 23

Com a medida, para trafegar no viaduto, os veículos deverão ter pelo menos duas pessoas, no período das 5h às 21h, de segunda a sexta

São Paulo – No terceiro dia de governo, a gestão do prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou que vai começar a multar, a partir do dia 23 de janeiro, motoristas que estejam dirigindo sem pelo menos um passageiro no viaduto Doutor Plínio de Queiroz, sobre a praça 14 Bis, na região central da cidade.

Nesta sexta-feira, 6, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai liberar o tráfego para carros compartilhados na via – hoje, só circulam ônibus.

Com a medida, para trafegar no viaduto, os veículos deverão ter pelo menos duas pessoas, no período das 5h às 21h, de segunda a sexta-feira.

Aos sábados, a circulação ficará entre 5h e 15h. Em outros horários, domingos e feriados o tráfego será liberado para todos os veículos. A circulação de ônibus será mantida.

A data de início da penalidade foi informada pelo secretário municipal dos Transportes Sérgio Avelleda em entrevista à Rádio Estadão nesta quarta-feira, 4.

Segundo ele, nas duas primeiras semanas os motoristas não serão autuados. A CET vai anotar a placa dos carros que não estiverem circulando conforme as novas regras e uma carta será enviada para a casa do motorista com uma advertência.

“Vamos orientar exaustivamente os condutores sobre o comportamento que se deseja deles”, explicou.

A partir do dia 23, porém, os motoristas serão multados. Para Avelleda, a fiscalização será “muito fácil” e vai ser feita por agentes da CET.

“A fiscalização neste ponto do viaduto não tem grandes dificuldades de ser feita”, disse. Para monitorar a área, a Prefeitura terá de manter agentes por 16 horas no local, diariamente, já que a proibição durante a semana vale das 5h até as 21h.

Segundo o secretário, a decisão pelo fechamento do viaduto para carros em gestões anteriores causou um “desequilíbrio” na região.

“A medida (de permitir passagem somente de ônibus na via) foi tomada porque de fato engarrafava bastante as duas saídas, tanto em direção aos Jardins (bairro nobre da cidade), quanto ao centro, devido ao tráfego. Mas agora temos grande capacidade de fluxo pouco utilizada pelo transporte coletivo e na área de baixo foi causado grande congestionamento. Vamos buscar o máximo de equilíbrio para que seja confortável para todos”, afirmou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Débora Coting Braga

    “Vamos orientar exaustivamente os condutores sobre o comportamento que se deseja deles”

    Nem acredito que eu li isso. A intenção é educar os motoristas e não arrecadar criando pegadinhas no trânsito!! Excelente!