Dois sobreviventes do acidente da Chapecoense deixam a Colômbia

O jogador Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel deixaram nesta terça-feira a Colômbia rumo à cidade de Chapecó, em Santa Catarina

O jogador Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel, dois sobreviventes do acidente aéreo que dizimou a delegação da Chapecoense, deixaram nesta terça-feira a Colômbia rumo à cidade de Chapecó, em Santa Catarina.

“Por volta de 08h00 da manhã (locais, 11h00 de Brasília), deixaram nossa instituição Rafael Henzel e Alan Ruschel”, declarou em coletiva de imprensa Ferney Rodríguez, diretor médico do hospital San Vicente Fundación de Rionegro, onde foram atendidos após o trágico acidente aéreo que deixou 71 mortos, há duas semanas.

Os dois sobreviventes “partiram por volta de 09h10 da manhã (locais, 12h10 de Brasília) em um avião da Força Aérea Brasileira, acompanhados por uma equipe médica, rumo a Chapecó”, completou o médico.

Em relação à saúde do zagueiro Hélio Neto, último a ser resgatado vivo dos escombros do avião, Rodríguez informou que o jogador foi transferido da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) à Unidade de Cuidados Especiais (UCE) e que “está evoluindo de forma adequada”.

O goleiro Jackson Follmann, que teve a perna amputada devido ao acidente, deixou a Colômbia na segunda-feira e já chegou em São Paulo, onde dará continuidade ao tratamento.

O acidente ocorreu no dia 28 de novembro, quando a delegação da Chapecoense se aproximava de Medellín, na Colômbia, onde disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.