Dilma e Blatter entregarão troféu na final da Copa

Presidente deve seguir o protocolo, mas não fará discursos na final

Rio de Janreiro – O secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, informou hoje (27) em coletiva de imprensa no Maracanã, zona norte do Rio, que a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Fifa Joseph Blatter entregarão o troféu à seleção vencedora na final da Copa.

“Puyol e Gisele Bündchen vão trazer o troféu para o gramado”, explicou Valcke.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo explicou que a participação da presidenta na final já estava confirmada, mas a entrega foi decidida recentemente pela Fifa. “Agora ela seguirá o protocolo” declarou o ministro, acrescentando que não haverá discursos na final.

Para Fifa e o ministro, a Copa do Brasil tem sido uma das melhores em termos de qualidade técnica. Os números desta Copa incluem 14 mil voluntários, 20 mil seguranças privados, 156 mil pessoas credenciadas.

Para Aldo, o sucesso da Copa também tem se traduzido fora de campo.

“Os aeroportos têm correspondido às demandas do evento, a área de segurança pública também tem garantido a integridade dos torcedores, sem incidentes graves” disse ele que citou também o setor de hospedagem, hotelaria e de trânsito como exemplos de sucesso. “Foi tudo dentro do esperado de acordo com nossas possibilidades e limitações” disse ele.

A pedido de jornalistas, Valcke comentou a punição da Fifa para o jogador Suárez que segundo ele foi exemplar.

“A decisão se baseou nas evidências e na reincidência do jogador,” respondeu Valcke ao aconselhar Suárez a procurar tratamento para parar de morder jogadores em campo.