Lula inicia sua caravana pelo Nordeste

A intenção é reeditar a Caravana da Cidadania, feita entre 1993 e 1994, que foram a 359 cidades

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está em campanha para as eleições de 2018 há meses, mas a partir de hoje intensifica sua agenda. Começa o tour pelo Nordeste, que deve durar até o dia 5 de setembro, e deve ser a primeira de quatro caravanas a serem realizadas até o ano que vem. As outras passarão por Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A intenção é reeditar a Caravana da Cidadania, feita entre 1993 e 1994, que foram a 359 cidades.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Na época, a ideia foi considerada um sucesso, mesmo que Lula tenha perdido as eleições de 1994. Tanto que o ex-presidente passou a reeditar as caravanas sempre que achou necessário. Foi assim em 2001, antes das eleições que o levaram ao Planalto, quando visitou 47 cidades em sete estados. Agora, com o presidente condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro, se aproximar do povo, segundo a ótica petista, virou questão de sobrevivência.

Dessa vez, na agenda estão 28 municípios, em nove estados. Mas o percurso deve trazer mais polêmicas do que nas últimas passagens. A agenda feita às pressas, depois da condenação, que ocorreu no dia 12 de julho, está com diversos furos antes mesmo de o tour começar. O título de doutor honoris causa, que receberia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) no dia 26 de agosto foi cancelado por falta de tempo para organizar a solenidade, de acordo com a reitora Margareth Diniz. O título foi aprovado pela universidade em 2011.

Outra homenagem, o título de cidadão de João Pessoa (PB), que foi proposto inicialmente em 1997, também causa controvérsia. Como forma de protesto, a mesa diretora da Câmara municipal não estará presente na solenidade. Na Bahia, um vereador do DEM de Salvador entrou na Justiça para tentar proibir a Universidade Federal do Recôncavo de tornar Lula doutor honoris causa.

Lula fará o trajeto de ônibus, entre a Bahia e o Maranhão. Ontem ele recebeu uma boa notícia. Segundo pesquisa do instituto Poder 360, segue liderando as pesquisas para 2018, e ampliou a vantagem sobre os concorrentes: tem 33% das intenções de voto, ante 25% do segundo colocado, que agora é o deputado Jair Bolsonaro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. aloisio scheller

    As vezes fico a pensar..nos meus 60 anos de idade. Seria este modelo de administração apresentado pelos partidos dominantes chamados de esquerda( PMDB PSDB E PT) que desejariamos depois da derrubada da ditadura militar? Tenho vergonha de ser brasileiro!!!

    1. Aloísio, a esquerda só vai para frente onde a grande maioria é analfabeta ou semi, nessa situação chega um domador de burros e começa a acenar com alfafa prometendo milhares de bolsas e alfafas, tudo na base da mentira, e como os burros tem a grande maioria dos votos, o domador ganha a eleição, porem como não são administradores e sim mentirosos, começam a sugar toda a economia e riqueza para dar muita alfafa e bolsas e em médio, longo prazo a economia estagna de tanto impostos para dar sustenção a tantas alfafas e aos super salarios dos domadores…. e ela sai de cena… porem sempre terá domadores oferecendo alfafas frescas e com fartura…
      Nos EUA não se criam pessoas assim, pois quando se fala em aumentar 1 centavo de qualquer imposto, vira uma guerra, e quando alguem tenta desviar qualquer coisa, é preso… ou seja, sobra muito dinheiro para educação… que é a parte mais importante para esse curral desmoronar…

  2. José Maria Pessoa de Melo

    O Brasil é um país ,politicamente, FRÁGIL. Como podemos permitir que, um mentiroso dessa categoria engane os analfabetos iguais a ele, os miseráveis, deficientes mentáis das ruas, os doentes, os mendigos e os beneficiados” ,que, nunca tiveram nada na vida a não ser uns míseros trocados dessa fonte de votos chamada “BOLSA FAMÍLIA”. PEÇO PENA CAPITAL PARA ESSE CRIMINOSO DO ERÁRIO PÚBLICO.
    BRASILEIRO AGRADEÇO À SUA ATENÇAO, SUBSCREVO ATENCIOSAMENTE:
    José Maria Pessoa de Melo.
    Membro do (PMBR-PE).