Detento de prisão do AM comemora fuga de cadeia com selfie

Detento é supostamente um dos 87 fugitivos de unidade prisional em Manaus. Fuga aconteceu pouco antes de massacre que deixou 56 mortos em presídio vizinho

São Paulo – Um suposto fugitivo do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), em Manaus (AM),  postou, no final da tarde de ontem, uma selfie em que aparece comemorando a fuga do presídio.

Condenado em 2013 por roubo, Brayan Bremer Quintelo Mota é supostamente um dos 72 detentos que fugiram do Ipat uma hora antes do início da rebelião que deixou 56 mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), também em Manaus.

Até o momento, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas não confirmou a autenticidade do relato de Mota.

Na imagem, Bremer aparece vestido com a camisa do Bayern de Munique e com o corpo coberto de lama ao lado de outro rapaz, que seria o detento Francisco de Assis Oliveira Ferreira, de acordo com VEJA.com. De acordo com o site, Ferreira teria sido recapturado nesta segunda-feira.

Apesar de estar preso desde 2013, Bremer mantinha uma rotina contínua de postagens nas redes sociais – vale lembrar que o acesso à internet é proibido dentro de presídios. A última postagem antes da fuga foi em 23 de dezembro, quando ele postou uma imagem com os dizeres: “Se toda alegria é passageira, nenhum massacre será eterno. Liberdade”. 

No total, 184 detentos fugiram do Ipat e do Compaj. Até 17h desta segunda, 40 foram recapturados.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sérgio Prado

    País que não se respeita o professor, o policial, onde a saúde é tratada com descaso. Querem o que? O marginal se sente o rei da situação, sabe que se a polícia o pegar, não vai dar nada, e se duvidar, fica famoso, o juiz pede autógrafo e a pena é diminuída. Dúvidas?