JBS aponta pagamentos de US$50 mi a Lula e US$30 mi a Dilma

A informação é do Ministério Público Federal e consta de inquérito no qual o presidente Michel Temer também é investigado

São Paulo – Os depoimentos de Joesley Batista, um dos controladores da JBS, e do executivo do grupo Ricardo Saud apontam para pagamentos de vantagens indevidas de 50 milhões de dólares ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de 30 milhões de dólares à ex-presidente Dilma Rousseff, ambos em contas no exterior.

A informação é do Ministério Público Federal e consta de inquérito no qual o presidente Michel Temer também é investigado.

Mais informações em instantes.