Decisão de Calheiros não representa PMDB, diz Braga

O ministro disse que a devolução da MP que reduz o benefício fiscal de desoneração da folha de pagamentos foi uma atitude do presidente do Senado

Brasília – O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse nesta quarta-feira, 4, que a decisão de devolver a MP 669, que reduz o benefício fiscal de desoneração da folha de pagamentos, foi uma atitude do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) que não representa a posição do PMDB.

“O PMDB tem uma relação de aliança com o PT e a presidente Dilma e participa do governo, tem uma relação absolutamente institucionalizada. Agora, o que aconteceu ontem não foi o PMDB, foi o presidente do Senado, Renan Calheiros, que, em nome do Senado da República, devolveu uma MP que reputamos importante, porque nós estamos vivendo ajustes importantes na macroeconomia brasileira e diante de novos cenários”, afirmou, ao chegar para audiência na Câmara dos Deputados.