Corpo de jovem que estava hospitalizado é velado no RS

Gustavo Marques Gonçalves, vítima do incêndio na Boate Kiss, teve 70% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos

Santa Maria (RS) – O corpo de Gustavo Marques Gonçalves, que morreu na noite de ontem (29) vítima do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, começou a ser velado na capela do Hospital de Caridade. O jovem teve 70% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos.

Ele estava internado no Hospital Pronto-Socorro, em Porto Alegre, para onde foi transferido após a tragédia. O enterro será em Santa Maria, no Cemitério Ecumênico Municipal, às 16h.

Na última segunda-feira (28), a mãe de Gustavo, Elaine Gonçalves, enterrou outro filho, Deives Gonçalves, também vítima do incêndio na casa noturna. Gustavo e Deives tinham muitos amigos em Santa Maria, que foram ao velório hoje para dar apoio à família. “A porta [da capela] vai ficar aberta. Tem muitos amigos aqui e eu preciso de todos. Só peço que a imprensa respeite o meu momento” disse a mãe aos jornalistas.

Gustavo tinha 25 anos e Deives, 33. Os dois deixaram um irmão e uma irmã. Segundo a cunhada deles, Simone Gonçalves, a família está recebendo apoio psicológico que deverá ser mantido nos próximos dias. “Veio uma moça [psicóloga] de Porto Alegre para nos acompanhar e vamos aceitar ajuda sim, principalmente para a Daniele [irmã], que está muito abalada”, disse.

Com Gustavo Gonçalves, subiu para 235 o número de pessoas mortas na tragédia. Há ainda 75 pacientes em estado grave com risco de morte internados em Porto Alegre e Santa Maria.