Congresso mantém veto à desoneração para setor têxtil

O Congresso Nacional manteve veto da presidente Dilma Rousseff a benefício fiscal para o setor têxtil

Brasília – O Congresso Nacional manteve nesta quarta-feira veto da presidente Dilma Rousseff a benefício fiscal para o setor têxtil.

O veto foi mantido por 202 votos a 184 na Câmara. Como a derrubada de um veto precisa ser aprovada pelas duas Casas, o tema nem será discutido no Senado.

O veto tratava da desoneração da folha de pagamento do setor têxtil, prevendo alíquota de 1,5 por cento sobre a receita bruta para o segmento.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), de janeiro a setembro, produção do setor têxtil tem queda de 12,8 por cento e a de confecção de 10,3 por cento, ante recuo de 9,2 por cento da indústria de transformação.