Comissão aprova emenda que impede corte no orçamento da PF

A reportagem de um jornal publicada em maio mostrou que a Lava Jato e a Superintendência da PF do Paraná tiveram quase um terço de seu orçamento cortado

Brasília – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, 5, proposta de emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que barra redução das verbas previstas em 2018 para a Polícia Federal.

A emenda será incorporada na proposta de LDO que deve ir à votação pelo Congresso na semana que vem.

A emenda, segundo o senador Lasier Martins (PSD-RS), autor da proposta, tem como um dos objetivos evitar reduções na verba destinada à Operação Lava Jato.

Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada em maio mostrou que a Lava Jato e a Superintendência da Polícia Federal do Paraná tiveram quase um terço de seu orçamento cortado neste ano pelo governo federal.

“A PF desempenha atribuições essenciais à preservação da ordem pública. A Lava Jato, por exemplo, já resgatou R$ 10,3 bilhões aos cofres públicos e condenou dezenas de investigados, entre empresas e pessoas. É preciso preservar e assegurar os recursos necessários para o combate à corrupção no Brasil e dar continuidade à operação”, justificou o senador.

Outro objetivo, segundo Lasier, é evitar que haja interrupção de serviços como o ocorrido na semana passada, quando a PF suspendeu a emissão de passaportes.