Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Com 16 candidatos em capitais, PMDB só elege um no 1º turno

A legenda terá candidatos ao segundo turno em cinco capitais: Porto Alegre (RS), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Maceió (AL) e Macapá (AP)

Brasília – Mesmo lançando mais candidatos a prefeito de capitais do que em 2012 – 16 ante 12 -, o PMDB só conseguiu garantir uma cadeira das 26 em disputas ainda no primeiro turno: a reeleição da prefeita de Boa Vista (RR) Teresa Surita.

A legenda terá candidatos ao segundo turno em cinco capitais – Porto Alegre (RS), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Maceió (AL) e Macapá (AP).

Mas não conseguiu, apesar do forte apoio das cúpulas partidárias em nível federal, estadual e municipal, chegar a nenhuma disputa final nas quatro capitais da região Sudeste.

Dessas, as duas principais apostas – Pedro Paulo no Rio de Janeiro, Estado que a legenda comanda o governo e a prefeitura – e Marta Suplicy em São Paulo (ficou em quarto lugar na votação) foram derrotas expressivas.

Ainda assim, dados parciais do Tribunal Superior Eleitoral indicam que, até o momento, o PMDB se mantém como o maior partido em número de prefeituras eleitas.

Em 2012, foram 1.024 eleitas. Dos 2.382 candidatos a prefeito, o partido elegeu 1.023 – os números podem aumentar com a consolidação dos resultado e também com a votação do segundo turno (por ora, das 92 cidades brasileiras com mais de 200 mil eleitores, uma nova votação está confirmada em 27).

É um número, contudo, aquém do crescimento esperado pelo PMDB, que pretendia superar 1,2 mil municípios administrados.