Chanceler uruguaio se reunirá com Aloyso Nunes em Brasília

Os dois discutirão as dificuldades que o Mercosul enfrenta para consolidar uma zona de livre-comércio

Montevidéu – O chanceler do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, anunciou nesta segunda-feira que se reunirá na próxima semana com o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, em Brasília, onde discutirão as dificuldades que o Mercosul enfrenta para consolidar uma zona de livre-comércio.

Novoa afirmou que o bloco sul-americano conta com “89 normas de caráter administrativo que dificultam o comércio entre os quatro países-membros” (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai).

Tais normas, que “frustram a expectativa de haver uma zona de livre-comércio”, serão pauta da reunião, disse o chanceler uruguaio.

Além disso, Novoa afirmou que também será discutida a exportação de laticínios ao Brasil, que compra 50% dos produtos do setor vendidos pelo Uruguai.

“O Brasil é muito importante para o Uruguai”, assim como um “mercado muito importante”, destacou Novoa.

Consultado sobre um possível aumento nas vendas de produtos lácteos ao Brasil, o chanceler uruguaio disse que “quem expande os comércios são as empresas privadas” e que o papel do governo é “abolir as barreiras administrativas e comerciais, no caso elas existam”.