CBF lamenta morte de Di Stéfano

Jogador argentino morreu nesta segunda-feira, aos 84 anos

Teresópolis – A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) manifestou pesar pela morte de Alfredo di Stéfano à família do ex-jogador e à Federação Espanhola.

‘Morreu nesta segunda-feira, aos 84 anos, o grande craque Di Stefano, argentino que brilhou no Real Madrid e foi considerado por muitos como o maior jogador do mundo até o surgimento de Pelé’, disse a CBF em comunicado.

A entidade também lembrou na nota o respeito de Di Stéfano pela bola e lembrou que ele ‘fez em frente à sua casa uma homenagem, em forma de bola, com os dizeres ‘Gracias, vieja’, uma maneira de agradecer ao instrumento de profissão por tudo de bom que conseguiu na carreira e na vida’.