Casos de aids no Brasil crescem mais do que a média mundial

Enquanto no mundo, o número de pessoas que contraíram o vírus entre 2010 e 2017 caiu 11%, no Brasil esse número aumentou 3%

Genebra – Aumentou o número absoluto de novos casos de aids no Brasil, em tendência contrária ao que se registra na média mundial.

Dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pela UNAids, órgão das Nações Unidas para lidar com a epidemia, apontam que o total de novas infecções a cada ano no Brasil aumentou em 3% entre 2010 e o ano passado. No mundo, essa taxa sofreu contração de 11%.

A elevação no País é considerada pequena, passando de 47 mil novos casos em 2010 para 48 mil em 2016. Procurado, o Ministério da Saúde alegou que a grande população causa distorções na análise e teria sido melhor utilizar taxas de detecção da infecção, obtidas pela divisão do número de casos pelo número de habitantes.

Assim, os dados epidemiológicos do Brasil indicariam a estabilização da epidemia, com viés de queda.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também