Cardozo e Rachid discutem atuação no caso Swissleaks

O caso trata do vazamento da lista com o nome de 4,8 mil brasileiros donos de contas não declaradas

Brasília – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, estão reunidos na manhã desta quarta-feira, 4, para discutir os detalhes da atuação que o órgão de fiscalização fará em conjunto com a Polícia Federal para investigar os brasileiros com contas secretas no HSBC da Suíça.

O vazamento da lista com o nome de 4,8 mil brasileiros donos de contas não declaradas está sendo chamado de “Caso Swissleaks”, após ter sido revelado pelo International Consortium of Investigative Journalism (ICIJ). Essas contas somariam US$ 7 bilhões em depósitos entre 2006 e 2007.

A Polícia Federal apura se existe irregularidade na origem do dinheiro e, a partir de agora, deve contar com ajuda da Receita no “pente-fino” que faz na vida financeira de cada um dos brasileiros envolvidos. O Ministério Público Federal também investiga o caso.