Candidato ao governo de MG, Alves desiste da disputa

Em nota, a coligação explicou que a eleição é "atípica" e não obteve "êxito em encontrar um consenso geral entre todos os envolvidos"

Belo Horizonte – O candidato ao governo de Minas Gerais pela coligação +Minas (PT do B, PRP, PHS e PEN), André Alves (PHS), desistiu de disputar o pleito deste ano.

Em nota, a coligação explicou que a eleição é “atípica” e não obteve “êxito em encontrar um consenso geral entre todos os envolvidos”.

No comunicado, a chapa ainda explicou que o principal objetivo da candidatura de Alves era aumentar as chances de emplacar uma quantidade relevante de candidaturas de deputado estadual e federal, as chamadas candidaturas proporcionais, mas que não houve sucesso.

“Nesse sentido resolvemos optar pela renúncia na presente data para que cada partido possa buscar o melhor caminho para obtenção dos seus objetivos no presente pleito”, afirmou a coligação.

Em nota, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) informou que recebeu o pedido de renúncia do candidato e também do vice-governador da chapa, Juares de Souza Ferreira, do PT do B, e o primeiro suplente ao Senado, Hércules Marques de Sá, do PEN.

“A coligação tem dez dias para registrar pedidos de registros de candidatos substitutos para os cargos. Decorrido o prazo, caso não haja substituição, o tempo de propaganda eleitoral gratuita destinado ao cargo de governador da coligação será redistribuído entre os demais concorrentes, nos termos da legislação eleitoral”, esclareceu o tribunal.

O TRE-MG ainda explicou que a publicação da homologação das renúncias por parte do tribunal, que abrirá o prazo para as substituições, deverá ocorrer na próxima semana.