Caminhoneiros bloqueiam parcialmente 14 rodovias federais

Motoristas se reuniram com representantes do governo e empresários para reclamar a aprovação de uma tabela de frete mínimo, proposta que não foi aceita

Brasília – Em nova onda de protestos, desde ontem (22) caminhoneiros bloqueiam parcialmente pelo menos 14 rodovias federais, especialmente na região Sul e no Mato Grosso, segundo registros da Polícia Rodoviária Federal (PRF). As interrupções foram decididas após reunião sem acordo sobre a criação de uma tabela de frete mínimo.

De acordo com a PRF, só no Rio Grande do Sul são seis os pontos parcialmente interditados pelos manifestantes, alguns desde o fim da noite de ontem. No estado, os motoristas estão parados nos municípios de Três Cachoeiras, Soledade, Veranópolis, Ijuí, Santa Rosa e Frederico Westphalen.

No Mato Grosso, já são cinco as interdições, uma próximo ao município de Lucas do Rio Verde, duas em Rondonópolis e duas em Diamantino. No Paraná, as manifestações dos caminhoneiros estão localizadas nas rodovias próximas aos municípios de Medianeira, Marialva e Laranjeiras do Sul.

Lideranças dos motoristas se reuniram ontem com representantes do governo e empresários para reclamar a aprovação de uma tabela de frete mínimo para o transporte de mercadorias. Os caminhoneiros alegaram que a medida traria mais proteção à categoria em casos de oscilação do mercado. A proposta não foi aceita.