Caixa dois a Serra; Enfim um IPO…

Caixa dois a Serra

A Odebrecht afirmou que dois nomes ligados ao PSDB – os ex-deputados Ronaldo Cezar Coelho e Márcio Fortes – repassaram 23 milhões de reais via caixa dois à campanha presidencial de José Serra em 2010, revela o jornal Folha de S. Paulo. Ao menos dois executivos relataram esses repasses. Serra afirmou ao jornal que não cometeu irregularidades na campanha.

Ponto cortado

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 votos a 4, que o poder público pode descontar os salários dos servidores desde o primeiro dia de greve. Os juízes afirmaram que o trabalhador tem direito a greve, mas a maioria disse que o estado não deve pagar por serviços não prestados. As duas maiores centrais sindicais do país, CUT e Força Sindical, criticaram a decisão. A CUT estava se mobilizando para organizar uma greve geral no país.

A vitória de Renan

O ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki determinou a suspensão dos efeitos da Operação Métis, que prendeu quatro policiais legislativos do Senado na sexta-feira passada. A operação havia sido autorizada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10a Vara Federal do Distrito Federal, mas causou polêmica porque, no entendimento do presidente do Senado, Renan Calheiros, extrapolava os poderes da primeira instância, já que se trata de um órgão do Legislativo. Agora, Teori corrobora essa tese ao mandar o processo transitar pelo STF. O presidente Michel Temer afirmou ontem que a decisão é “processualmente correta”.

Temer ironiza protestos

O presidente Michel Temer ironizou nesta quinta-feira os protestos contra medidas tomadas pelo governo dele. Durante o lançamento de um programa no Palácio do Planalto, diversos manifestantes protestavam do lado de fora. No discurso, Temer sugeriu que os empresários presentes oferecessem um emprego aos insatisfeitos com seu governo. “Quando os senhores saírem, os senhores convidam aqueles que estão lá fora para ver se não tem emprego, quem sabe dar um emprego, não é?”, disse. No início da cerimônia, o presidente havia ironizado os manifestantes, dizendo que ouvia aplausos de dentro do auditório e “vuvuzelas” como forma de aplauso do lado de fora.

Meirelles descarta nova repatriação

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, descartou nesta quinta-feira a necessidade de uma nova lei de repatriação em 2017. Ele disse que acredita que a lei deste ano, que encerra no dia 31 deste mês, deve ultrapassar os 50 bilhões de reais em arrecadação. Até aqui, o total arrecadado passou de 40 bilhões. Ele também não se disse assustado com a queda na arrecadação de 8,27% em setembro, em relação ao ano anterior, já que isso já estava nas contas do governo.
_

Brookfield compra Odebrecht Ambiental

A gestora canadense de investimentos Brookfield comprou 70% da Odebrecht Ambiental, que opera projetos de água e esgoto em empresas e cidades, por 768 milhões de dólares. O negócio não incluiu a operação de resíduos industriais da empresa. Em junho, a Brookfield havia comprado 57% da companhia de concessões rodoviárias da Odebrecht no Peru. O grupo baiano tem como meta vender 12 bilhões de reais em negócios até 2017.
_

Divergência na Samarco

Em teleconferência com analistas, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, afirmou que “existe um certo desalinhamento” entre a ela e a sócia BHP Billiton quanto aos planos de retomada da produção de sua subsidiária Samarco. Segundo ele, as divergências referem-se à maneira de depositar os rejeitos do desastre ocorrido na cidade de Mariana (MG) para retorno da operação e também quanto ao equacionamento da dívida da empresa, que tem falhado nos pagamentos de juros. “Enxergamos que a Samarco não é viável na antiga estrutura de depósito de rejeitos”, disse. Ele defende que a companhia passe a usar a infraestrutura da própria Vale em Minas Gerais. Segundo Ferreira, as controladoras vão se reunir na semana que vem para discutir o tema.

_

Enfim um IPO

A oferta inicial de ações da empresa de diagnósticos Alliar foi registrada na Comissão de Valores Mobiliários. A emissão saiu por 20 reais cada ação e movimentou 766 milhões de reais. Segundo documento da CVM, foram vendidos 38,3 milhões de ações ordinárias em uma oferta primária e secundária. Essa foi a primeira abertura de capital (IPO) em 16 meses. O último IPO realizado até então era o da Par Corretora, a corretora de seguros da Caixa Econômica Federal, em junho de 2015.

_

Colômbia e Farc: novo texto

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, afirmou que negociadores do governo e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estão escrevendo um novo texto para o acordo de paz entre as duas partes. A nova versão traz algumas propostas de opositores do acordo, como o grupo comandado pelo ex-presidente Álvaro Uribe — o principal argumento é que o tratado de paz estaria sendo muito brando com as Farc. O acordo, que rendeu um Nobel da Paz a Santos, foi assinado na cidade colombiana de Cartagena, há um mês, mas rejeitado pela população num referendo em 2 de outubro.

_

Novo MacBook

A Apple apresentou uma nova versão de seu notebook, o MacBook Pro, que não recebia atualizações há algum tempo. Algumas das novidades são o leitor de impressão digital e a tela touchscreen. Os computadores da Apple representaram 11% das vendas da empresa no último ano, com 10 milhões de unidades vendidas. Na era dos smartphones, a semana foi marcante para os computadores: na quarta-feira 27, a Microsoft apresentou seu primeiro desktop, o Surface Studio — custando 2.999 dólares, o equipamento chega ao mercado para competir justamente com o Mac.