Caixa 2 pode ter pena mais leve e ficha limpa, diz jornal

Segundo o Valor Econômico, Rodrigo Janot pode oferecer um acordo mais brando para quem "só" recebeu dinheiro ilegal na campanha

São Paulo – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai oferecer uma proposta de separação dos crimes de recebimento de caixa 2 e corrupção na Operação Lava Jato, segundo o jornal Valor Econômico.

A proposta é de “suspensão condicional do processo”, um acordo previsto em lei no qual o MP sugere a antecipação de uma pena alternativa à prisão (como multa ou serviços comunitários) e, em troca, o acusado deixa de responder ao processo. Se cumprir as exigências, ele ainda pode ficar com a ficha limpa.

Ainda segundo o jornal, o benefício só vale para réus primários e nos casos em que a pena aplicada seria de menos de um ano de prisão.

O Valor Econômico calcula que cerca de metade dos 98 nomes da “lista de Fachin” poderiam se qualificar a um acordo deste tipo.

A separação entre recebimento de caixa 2 e crimes de corrupção é uma das principais preocupações dos políticos investigados da Lava Jato.

O argumento é referido como “separação do joio do trigo”, já que o recebimento de doação ilegal para campanha política não seria tão grave, na visão dos políticos, quanto pedir dinheiro de empresas para vantagens pessoais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. persianasflaci.blogspot.com

    È muita sacanagem …essas caras deveriam estar presos ..

  2. Luciano Leite Galvão

    Não existe joio do trigo nisso e nem a palavrinha “só”. Já existe o fundo partidário e qualquer campanha tem que se pautar na receita que possui. Nomes suaves é coisa de ministro com tráfico de influência nesse meio. É como o Gilmar chamando o dinheiro de caixa das empresas de “mistura que não se identifica dinheiro lícito do ilícito. Caixa é uma disponibilidade líquida com histórico certo. Tudo o que chega no caixa tem um histórico e por isso não existe mistura. É PAPO DE PILANTRA DO GILMAR.