Cais do Valongo, no Rio, agora é Patrimônio Mundial da Unesco

O Brasil tem outros 13 sítios do Patrimônio Cultural, entre eles o centro histórico de Olinda e Salvador

Rio – O sítio arqueológico Cais do Valongo, na zona portuária do Rio de Janeiro, recebeu o título de Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, a Unesco.

O reconhecimento foi emitido neste domingo (9), em reunião da Unesco realizada na Cracóvia, na Polônia.

O Cais do Valongo foi o principal porto de entrada de africanos trazidos ao Brasil e às Américas para que fossem vendidos como escravos. Desde 2012, o espaço foi transformado em monumento preservado e aberto à visitação pública.

O sítio integra o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, que estabelece marcos da cultura afrobrasileira na região portuária, ao lado do Jardim Suspenso do Valongo, Largo do Depósito, Pedra do Sal, Centro Cultural José Bonifácio e Cemitério dos Pretos Novos.

O Brasil tem outros 13 sítios do Patrimônio Cultural, entre eles o centro histórico de Olinda e Salvador, além de sete sítios do Patrimônio Natural.