Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,65 -0,19%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,70% 63.103 pts
Pontos 63.103
Variação 0,70%
Maior Alta 3,10% BBAS3
Maior Baixa -2,75% JBSS3
Última atualização 24/05/2017 - 10:24 FONTE

CAE aprova que Padilha preste esclarecimentos sobre caso Geddel

Geddel, que acabou pedindo demissão após o caso, é acusado de tentar interferir em decisões do Instituto do Patrimônio Histórico

Brasília, 13 – A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou na tarde desta terça-feira, 13, dois requerimentos para convidar autoridades do governo a prestarem esclarecimentos sobre a polêmica envolvendo o empreendimento imobiliário La Vue Ladeira da Barra, em Salvador, no qual o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima tem uma unidade.

Geddel, que acabou pedindo demissão após o caso, é acusado de tentar interferir em decisões do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para beneficiar o empreendimento.

O primeiro convite aprovado foi para a advogada-geral da União, Grace Mendonça. O governo teria orientado o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, que deixou o cargo alegando que não cederia à pressão, a enviar o caso à AGU, que teria uma solução para a questão.

O segundo convite aprovado foi para o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, acusado de ter atuado em favor de Geddel.

Os requerimentos, apresentados pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), pretendiam fazer a convocação de ambos (quando a autoridade é obrigada a comparecer), mas foram convertidas em convite no plenário da CAE.

Dessa maneira, o ministro e a AGU podem aceitar ou não o convite. Durante a discussão, os senadores – grande parte da oposição – acertaram que o convite seria conversível em convocação caso não fosse atendido de forma “tempestiva”.

Único senador da base presente na CAE no momento, Eunício Oliveira (PMDB-CE) minimizou a aprovação. Segundo ele, o próximo presidente da comissão deve ser da base aliada, e pautará o convite “se quiser”.