Cada paulista paga até R$ 681 por ano para manter vereadores

A câmara dos vereadores paulistana é a mais cara dentre as 10 cidades mais populosas do estado, custando R$ 484 milhões aos contribuintes.

São Paulo – Você sabe quanto paga por ano para bancar o Poder Legislativo da sua cidade? O valor anual gasto pelos paulistas com os vereadores variou entre R$ 24,13 e R$ 681,17 em 2015 – aponta o Observatório Social do Rio Preto, com números do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Pelo levantamento, quem mora em São João da Boa Vista lidou com o menor custo no último ano;  quem mais gastou nesse quesito foram os eleitores de Borá.    

Entre as 10 maiores cidades paulistas, quem apresenta os menores custos é a Câmara Municipal de São Paulo: a contribuição por habitante totalizou R$ 40,50. Nesse mesmo recorte, ficou com Campinas o papel de mais gastadora: R$ 94,81 por ano para cada morador.

Veja aqui o mapa que mostra quanto custa um vereador na sua cidade. 

Vereadores caríssimos

Se, por um lado, a capital tem a menor contribuição por habitante em comparação às demais cidades paulistas, a quantia total destinada à maquina legislativa é bastante relevante. Se dividido pelo número de vereadores, alcançou R$ 8,8 milhões no ano passado.

A câmara paulistana lidera o levantamento entre as 10 cidades mais populosas do estado: custo de R$ 484 milhões aos contribuintes. Nos últimos seis anos, vale destacar, esse valor subiu 73,86%. O número de vereadores permaneceu o mesmo.

O Poder Legislativo mais barato em montantes totais é o de Mauá, cujo o gasto somado dos locais foi de R$ 25 milhões em 2015.

Essa pesquisa reúne as informações do ranking inspirada em trabalho semelhante, feito em Santa Catarina. Em breve, espera-se que seja possível reunir informações de todos os Municípios brasileiros num único mapa.