Brasil vs. Venezuela; Temer e Cunha…

Serra, FHC e a Venezuela

José Serra, ministro das Relações Exteriores, e Fernando Henrique Cardoso viajaram ao Uruguai para evitar que a Venezuela assuma o Mercosul. Em reunião com o presidente uruguaio,Tabaré Vázquez, e com o chanceler, Rodolfo Nin Novoa, os dois pediram mais tempo antes de o país, que preside o Mercosul, passe o posto para a Venezuela. O Uruguai pretende passar o comando aos venezuelanos no dia 12, mas o processo está tumultuado após um pedido de suspensão pelo Paraguai.

_

Temer aconselha Cunha

O presidente interino, Michel Temer, aconselhou o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, a renunciar ao cargo, segundo o jornal O Globo. Os dois conversaram no domingo, e Cunha teria se mostrado mais inseguro do que em outras ocasiões, demonstrando preocupação com a mulher e a filha, também investigadas na Lava-Jato. Para Temer, é impossível Cunha reverter sua situação no conselho de ética. Cunha, até agora, se mantém impassível.

_

Parecer secreto

O deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF) entregou o parecer sobre os recursos protocolados pelo presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, para tentar anular sua cassação na comissão de Constituição e Justiça. Fonseca, que é o relator do recurso e é considerado aliado de Cunha, manteve o voto em segredo, mas disse que será “imparcial” no parecer. Ao contrário do que havia sido noticiado anteriormente, o voto do relator não foi tornado público nesta terça-feira, e será feito na quarta, segundo o presidente da comissão, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR).

_

Maraca bloqueado

O TCE do Rio de Janeiro aprovou unanimemente o parecer que recomenda punições às empreiteiras envolvidas na reforma do estádio do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014. As empreiteiras Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta são suspeitas de irregularidades na obra, no valor de 1,2 bilhão de reais. O relatório do conselheiro José Gomes Graciosa pede o bloqueio de 198,5 milhões de reais das empresas com o estado do Rio. Nos próximos 30 dias, as empreiteiras devem apresentar sua defesa, ou devolver o dinheiro.

_

PT, Bernardo e Vaccari bloqueados

A justiça decretou nesta terça-feira o bloqueio de 102,7 milhões de reais do PT, do ex-ministro Paulo Bernardo e do ex-tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, preso há mais de um ano na operação Lava Jato. O bloqueio foi decretado pelo juiz federal Paulo Bueno de Azevedo, responsável pela operação Custo Brasil. O valor é referente a quantias que teriam sido desviadas do ministério do Planejamento em um esquema que envolveu a empresa de tecnologia da informação Consist.

_

Dilma ausente

A presidente afastada, Dilma Rousseff, informou nesta terça-feira por meio de sua conta na rede social Twitter que não comparecerá ao seu interrogatório na comissão especial do Impeachment no Senado, marcado para esta quarta-feira 6. Ela será substituída pelo ex-advogado geral da União, José Eduardo Cardozo, que lerá um documento assinado por Dilma. Cardozo não poderá responder a perguntas feitas pelos senadores. Dilma e aliados avaliam que a exposição agora pode ser prejudicial e que não é o momento para um apelo a fim de reverter votos. Ela ainda avalia ir ao plenário do Senado.

_

As brigas na Usiminas

As brigas entre as principais acionistas da siderúrgica Usiminas continuam. Nesta terça-feira a japonesa Nippon Steel afirmou, em uma carta, que suspeita que o novo presidente da Usiminas, Sérgio Leite, que assumiu em maio, está administrando a companhia sob instrução da ítalo-argentina Ternium, que também a acionista da Usiminas. Segundo a Nippon, desde que Leite assumiu “algumas mudanças relevantes e curiosas foram feitas”. A companhia destacou como exemplo a demissão de executivos que trabalharam na auditoria interna que culminou na demissão dos três diretores indicados pela Ternium na Usiminas “sem qualquer motivo razoável”.

_

Os diretores de Goldfajn

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira os quatro nomes indicados pelo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn para cargos de diretoria da instituição. Os nomes – Reinaldo Le Grazie, para Política Monetária, Carlos Viana de Carvalho, a Política Econômica, Tiago Couto Berriel, Assuntos Internacionais e Isaac Sidney Menezes Ferreira, para a diretoria de Relacionamento Institucional e Cidadania – devem ser votados ainda nesta terça-feira no plenário do Senado, segundo seu presidente Renan Calheiros (PMDB).

_

Fitch: os problemas de Temer

Para a agência de classificação de risco Fitch, as iniciativas tomadas pelo governo de Michel Temer sugerem uma tentativa de controlar os gastos do país, mas podem não ser suficientes para alcançar uma rápida consolidação fiscal. Em relatório a agência disse que “a popularidade do governo Temer continua relativamente baixa e as investigações da Lava-Jato são uma contínua fonte de distúrbios políticos. A tolerância pública à profunda austeridade fiscal pode ser limitada pela forte e prolongada contração econômica e pela alta do desemprego”.

FBI: Hillary foi “extremamente descuidada”

Para o FBI, agência de investigação americana, a atitude de Hillary Clinton de usar seu e-mail pessoal enquanto exercia o cargo de secretária de Estado foi “extremamente descuidada”, mas não chegou a configurar um crime. Em pronunciamento nesta terça-feira, o diretor da instituição, James Comey, afirmou que a presidenciável democrata enviou e recebeu mais de 100 mensagens de conteúdo sigiloso usando sua conta privada. Apesar de livrar Hillary de um possível processo, as duras declarações de Corney podem abalar a candidatura da democrata – nesta terça, ela fez campanha ao lado do presidente Barack Obama.

Fundos congelados

Temendo os impactos da saída do Brexit no mercado de imóveis, três grandes fundos imobiliários suspenderam seus negócios no Reino Unido. O último deles foi a gestora de ativos M&G, que paralisou um fundo imobiliário de 4,4 bilhões de libras, alegando a “proteção dos acionistas” após a saída dos britânicos da União Europeia. Dessa forma, os investimentos realizados até o meio-dia de segunda-feira 4 não serão processados, e a decisão será revista a cada 28 dias. Mais cedo nesta terça, a Aviva, maior seguradora do Reino Unido, congelou seu fundo de 1,8 bilhões de libras, enquanto no dia anterior, a Standard Life bloqueou acessos a 2,9 bilhões de libras. Depois destes anúncios, a libra atingiu seu nível mais baixo em 31 anos, cotada a 1,30 dólares

O sucessor de Cameron

Enquanto o mercado se movimenta, na política, candidatos à sucessão do primeiro-ministro David Cameron avançam na disputa pela liderança do Partido Conservador. Nesta terça, a ministra do Interior Theresa May venceu a primeira rodada de votações, obtendo o apoio de 165 dos 330 deputados da legenda. May – que apoiou de forma tímida a saída britânica da União Europeia – concorre agora com mais três candidatos: a ministra da Energia, Andrea Leadsom (que obteve 66 votos), o ministro da Justiça, Michael Gove (48 votos) e o secretário de Estado para a Aposentadoria, Stephen Crabb (34 votos). Candidato menos votado nesta primeira fase, Liam Fox foi eliminado da disputa e é provável que, agora, ele apoie a candidatura de May.