Brasil assina compromisso de acompanhar Colômbia pela paz

Trata-se de uma declaração rubricada pelos chanceleres de cada país, que faz referência ao referendo realizado neste domingo na Colômbia

Buenos Aires – Os governos de Brasil, Argentina, Chile, México, Paraguai e Uruguai assinaram nesta segunda-feira um comunicado conjunto no qual expressaram seu “decidido e renovado compromisso” de acompanhar o povo da Colômbia em uma construção da paz que redunde em “maior prosperidade e unidade” para esse país e a região.

Trata-se de uma declaração rubricada pelos chanceleres de cada país, que faz referência ao referendo realizado neste domingo na Colômbia para consultar à população sobre os acordos de paz entre o Executivo de Juan Manuel Santos e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

“Os chanceleres abaixo assinados manifestam sua convicção de que o resultado não deveria significar uma rejeição à paz nem o retorno ao conflito”, afirma o texto.

Diferente do que apontavam as pesquisas, o “não” ao acordo de paz venceu o referendo com 50,21% dos votos, enquanto a opção do “sim” obteve 49,78%.

José Serra, Susana Malcorra (Argentina), Heraldo Muñoz (Chile), Claudia Ruiz Massieu Salinas (México), Eladio Loizaga (Paraguai) e Rodolfo Nin Novoa (Uruguai) felicitam o governo colombiano e as Farc por “seu compromisso com o cessar-fogo, o que é fundamental”, e destacam “que a paz é um valor que se constrói com esforço e perseverança”.

Nesse sentido, os ministros de Relações Exteriores ressaltam a convocação de todas as forças políticas colombianas anunciada por Santos e sua “vocação” para buscar “pontos de encontro e unidade e para seguir construindo entre todos os colombianos caminhos para que a paz seja possível e saia fortalecida”.

Finalmente, os chanceleres signatários expressam o “decidido e renovado compromisso” de seus governos de acompanhar o povo colombiano nas “tarefas de construção desta paz”, que redundem em “maior prosperidade e unidade para esta nação e toda nossa região”.