Ato em Belo Horizonte reúne 8 mil manifestantes

A estimativa do número de participantes é da organização do protesto, que tem à frente os movimentos Vem pra Rua e Patriotas.

São Paulo – Cerca de 8 mil pessoas participam de protesto na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, contra as mudanças no projeto de lei das 10 medidas contra a corrupção.

A estimativa do número de participantes é da organização do protesto, que tem à frente os movimentos Vem pra Rua e Patriotas. A Polícia Militar não fará cálculo do total de pessoas na praça, segundo informou a corporação.

As críticas dos manifestantes se concentram no presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), no da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na capital mineira, porém, ao mesmo tempo em que protestavam contra as mudanças no projeto de lei, os organizadores do ato atacaram também o governador do estado, Fernando Pimentel (PT), investigado por corrupção no âmbito da Operação Acrônimo, da Polícia Federal.

Uma foto do governador foi atacada com lama. O mesmo ocorreu com a de Renan Calheiros, que estava ao lado.