As 40 melhores pequenas cidades para envelhecer

Aumento da expectativa de vida exige mudanças na maneira como as cidades brasileiras são pensadas. Os municípios desta lista já perceberam isso

São Paulo – Símbolo de tranquilidade e qualidade de vida para alguns, as pequenas cidades se consagraram nos imaginário popular como o ambiente mais propício para se aproveitar a terceira idade. Com o aumento da expectativa de vida da população, a tendência é que locais com essas características entrem no radar dos brasileiros que estão em busca de uma vida mais plena durante a velhice.

Das 348 cidades brasileiras que têm entre 50 mil e 100 mil habitantes, 40 se destacam por oferecer boas condições de vida para a pessoas com mais de 60 anos. É o que revela o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade, elaborado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a FGV.

Os municípios foram classificados segundo sete variáveis: Indicadores Gerais; Cuidados de Saúde; Bem-Estar; Finanças; Habitação; Educação e Trabalho e Cultura e Engajamento, que receberam pesos com base nas principais necessidades da população na terceira idade.

O clima também foi levado em conta para a finalização do ranking, que tirou pontos dos municípios de acordo com a frequência com que eles apresentam dias com altas temperaturas, chuvas intensas ou baixa umidade.

Essas cidades também foram avaliadas segundo classificações específicas – com diferentes pesos para cada variável – com foco na parcela com idade entre 60 e 75 anos e para população acima dessa faixa.

“O aumento da participação de idosos exige estratégias diferentes na formação de políticas públicas”, afirma Antônio Leitão, gerente do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon. 

No entanto, ele lembra que os idosos não são os únicos beneficiados por esse tipo de programa. “Tornar as cidades mais acessíveis e bem providas de recursos traz benefícios gerais e é, inclusive, um fator de atração de investimentos”.

São João da Boa Vista, a melhor entre as pequenas

Com 88 mil habitantes, a cidade de São João da Boa Vista (SP) é a melhor para a população acima dos 60 anos.

Os principais fatores para isso, segundo o estudo, são as baixas ocorrências de mortes por armas de fogo e o número de estabelecimentos com atendimento ambulatorial – segundo a Prefeitura, existem 13 unidades de saúde distribuídas pelos bairros, além de outros dois hospitais e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O município ocupa ainda a 50º posição no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e, segundo um estudo conjunto entre a FGV e a Financial Times, aparece em 6º lugar entre as melhores microrregiões paulistas em questão de Saúde.

Mas há alguns aspectos que ainda exigem atenção dos gestores públicos tal qual o elevado número de mortes por acidentes de trânsito. “Estamos considerando contratar a equipe de uma universidade para elaborar um estudo sobre mobilidade urbana”, afirma Vanderlei (PMDB), prefeito da cidade.

Além disso, em parceria com o governo estadual, o município está construindo um centro para acolher idosos em situação de vulnerabilidade social cujas famílias não tenham condições de oferecer cuidados durante o dia ou parte dele.

As melhores pequenas cidades para idosos

Das 40 melhores cidades para quem tem mais de 60 anos, 30 estão na região Sudeste – enquanto nenhuma está localizada no Norte ou Nordeste. Com 25 cidades listadas, São Paulo é o estado que concentra o maior número de municípios bem avaliados. Veja a lista.

Cidade Posição Nota
São João da Boa Vista, SP 1 99.82
Vinhedo, SP 2 99.49
Lins, SP 3 96.61
Fernandópolis, SP 4 95.70
Tupã, SP 5 94.78
Votuporanga, SP 6 93.92
Lajeado, RS 7 92.69
Itapira, SP 8 92.21
Rio do Sul, SC 9 92.15
Bebedouro, SP 10 91.11
Pato Branco, PR 11 89.87
Jaboticabal, SP 12 89.13
São José do Rio Pardo, SP 13 89.05
Paulínia, SP 14 89.01
Olímpia, SP 15 88.82
Videira, SC 16 88.49
Jaguariúna, SP 17 88.08
Mogi Mirim, SP 18 87.96
Batatais, SP 19 87.37
Avaré, SP 20 87.01
Matão, SP 21 86.96
Capivari, SP 22 86.61
Lavras, MG 23 85.22
Pirassununga, SP 24 84.47
Mirassol, SP 25 84.28
Taquaritinga, SP 26 83.95
Marechal Cândido Rondon, PR 27 83.75
Concórdia, SC 28 83.50
Alfenas, MG 29 83.47
São Roque, SP 30 83.25
Cruzeiro, SP 31 83.24
Ijuí, RS 32 82.90
Esteio, RS 33 82.67
Ibitinga, SP 34 82.48
Montenegro, RS 35 82.02
Itajubá, MG 36 81.09
Francisco Beltrão, PR 37 80.83
Cianorte, PR 38 80.80
Andradina, SP 39 80.74
Farroupilha, RS 40 80.72

 

Veja também
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Simone Cavalcanti Fazoli

    Boa tarde !

    Não posso opinar sobre outras cidades mais na qual eu resido e se encontra em 18°lugar “Mogi Mirim”, eu gostaria de ter orgulho da cidade estar neste ranking, mas não sei quais foram os meios de pesquisas utilizados ou quais foram os índices estatísticos, utilizados.por seus checadores, mas a cidade fazer parte de um índice o qual orgulham as cidades por sua qualidade de vida, é uma vergonha. A cidade passa por uma falência municipal no qual o último gestor fez questão de deixar a cidade em estado de calamidade pública, o tamanho da cidade em âmbitos populacionais e financeiros tem uma saúde calamitosa, dependendo apenas de um hospital esse denominado Santa Casa de Misericórdia, sendo que poderia teum hospital Municipal de grande porte com uma administração bem feita e executada, mas é desprovida de qualquer forma de atendimento, tendo que se locomover para a cidade vizinha em busca de mendigar socorro, a segurança então é para rir todo os dias temos assaltos com requintes de crueldade e sendo que muitos deles latrocínios, a educação então melhor deixar para lá, e o pior a mobilidade é zero na cidade. Ou seja se o idoso quiser passar os últimos dias de vida dele fique a vontade e venha para Mogi Mirim. Se a imprensa quiser deixar de ser desacreditada, investiguem mais, pesquisem, contrate pessoas que estão aptas a inovação e reciclagem de capital humano. Que busquem conhecer o pouco mais do material que estão elaborando para dispor a população. Quero aqui deixar uma crítica constrututiva, visitem as cidades e conheçam o parecer da população. Um meio de comunicação, tão bem conceituado, deveria checar melhor suas fontes.

    Infelizmente e por meios destes que a sociedade está a desacreditar no jornalismo. Me desculpem, mais fiquei arrasada com a falta de checagem e estudos para prestação de serviço e comunicação para com seus leitores, assim como sou uma leitora assídua.

    1. Simone Cavalcanti Fazoli

      Me desculpem alguns erros na escrita, mas pelo smartphone é meio complicado escrever.

    2. Oi Simone, muito boa sua resposta. Moro em São João e fiquei espantada qd vi a cidade no topo da lista. Jesus, de onde eles tiraram isso?

    3. Simone Cavalcanti Fazoli

      Obrigado Sandra, mais informações que nos espantam, pela falta de informação.

  2. Já viveram em São João da Boa Vista? Bem furada essa pesquisa. O q um idoso precisa mais? Médico e hospital. Aqui há um monopólio da Unimed, ninguém aceita outros planos. O hospital da cidade tá falido. O nível dos médicos não é lá essas coisas. Custo de vida alto. Quais firam os critérios utilizados para esta pesquisa ?

    1. Simone Cavalcanti Fazoli

      Sandra sinceramente eu não sei em que eles tiveram respaldo para essa reportagem. Achei incrível a falta de checagem. Se tiver pesquisa comprovando isso, está muito desatualizada.

    2. Simone Cavalcanti Fazoli

      Sandra sinceramente eu não sei em que eles tiveram respaldo para essa reportagem. Se tiver pesquisa comprovando isso, está muito desatualizada.

  3. Todas são do Sul de Minas sentido Sul do País!!!

  4. Flavio Moita

    Deus me livre morrer de tédio numa dessas cidades.

  5. Flavio Moita

    Deus me livre morrer de tédio num das 40 cidades citadas na reportagem.

    1. Simone Cavalcanti Fazoli

      Garanto que de tédio você não morreria não, mais sim de latrocínio, falta de saúde entre outras coisas sim, pode ter certeza.

  6. Telcio Cardoso

    Sem fundamento algum esse ranking. Pegando o Rio Grande do Sul como exemplo, não tem sentido algum ter Esteio na relação e não ter cidades como Sta Cruz do Sul, Santa Maria ou Gramado.

    1. Maluco Beleza

      Ate compreendo a questao de numero de habitantes, mas, meio sem sentido.definir.50 e.100 como.sendo.criterios.

    2. Maluco Beleza

      Complememtando, meio sem sentido.definir 50K e.100K como sendo criteriode definição. Enfim, matéria pobre.

  7. Clelioleno José pereira da costa

    Assim q vi os comentários ia dizer q a matéria foi paga, mas resolvi ver quem era a jornalista e investiguei, na vdd é uma estagiária a autora da matéria q pelo currículo será uma ótima jornalista, mas cometeu este deslize em início de carreira e não fez pesquisa de campo, fica a dica Ana Laura.

  8. Érico Guimarães

    Moro em Itapira-SP, a oitava no ranking. Não sei quanto às outras mas aqui creio que o estudo acertou. A cidade tem ótima infra-estrutura urbana no geral, boa rede municipal de saúde, diversas academias ao ar livre pra terceira idade. Quanto à mobilidade, como a cidade é pequena e não tem trânsito, usa-se pouco o transporte coletivo. E o clima é excelente. Há problemas como uma certa insegurança e poucas oportunidades de emprego, mas ainda assim a cidade é muito boa.

  9. Marco Antonio Maru

    Nenhuma no Rio de Janeiro…

  10. Klaus Vargas

    Parabéns ao país dos paulistas, mesmo sendo o mais roubado pela quadrilha federal.

  11. Fernanda inem

    ESTEIO??? Ooii??? Que pesquisa foi essa??? Não creio que seja publicada uma matéria que possa servir de orientação, dicas para quem busca uma qualidade de vida um pouquinho melhor e sem coerência.