Reprovação do governo Temer chega a 69%, diz Datafolha

Apenas 7% dos entrevistados apoia a gestão do peemedebista. Instituto ouviu 2771 pessoas nos dias 21 e 23 de junho

São Paulo — Pesquisa do Datafolha, divulgada neste sábado (24) pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra que apenas 7% da população avalia o governo de Michel Temer (PMDB) como ótimo ou bom.

De acordo com o jornal, essa é a menor marca registrada pelo instituto de pesquisas em 28 anos. Somente José Sarney teve um desempenho pior, em 1989, com 5% de aprovação.

Outros 23% dos entrevistados acreditam que a gestão atual é regular. Para 69% do eleitorado, ela pode ser considerada como ruim ou péssima. Não souberam responder a pesquisa 2% dos entrevistados.

O levantamento foi feito entre os dias 21 e 23 de junho com 2771 entrevistados. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Popularidade em queda

A popularidade do peemedebista caiu à medida em que foram aparecendo novas denúncias de corrupção envolvendo seu governo. A última pesquisa realizada pelo Datafolha, em abril deste ano, apontava que 9% consideravam a gestão Temer como boa ou ótima, 61% a consideravam ruim ou péssimo e 28% a avaliavam como regular.

Veja a comparação abaixo:

Avaliação da gestão Temer Abril Junho
Ruim/péssimo 61% 69%
Regular 28% 23%
Ótimo/bom 9% 7%
Não soube opinar 2% 2%

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Célio Azevedo

    Pesquisa falsa promovida pelo PT.

  2. Acácio de Moraes

    Que pena termos de conviver com gente assim tão “cara de pau”, tão egoísta e tão sem escrúpulos. Se estivéssemos na Noruega, Suécia ou Finlândia, ou então no Japão, na Alemanha, no Reino Unido, esse sujeito teria de renunciar e se defender FORA DO CARGO. É por isso que o Chico Anysio criou aquele VAMPIRO BRASILEIRO, que terminava todas as suas falas exclamando “êta brasilzinho danado”.

  3. Acácio de Moraes

    Que pena termos de conviver com gente assim tão “cara de pau”, tão egoísta e tão sem escrúpulos. Se estivéssemos na Noruega, Suécia ou Finlândia, ou então no Japão, na Alemanha, no Reino Unido, esse sujeito teria de renunciar e se defender FORA DO CARGO. É por isso que o Chico Anysio criou aquele VAMPIRO BRASILEIRO, que terminava todas as suas falas exclamando “êta brasilzinho danado, sô”.