São Paulo – O protesto contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro chefe da Casa Civilque começou na tarde desta quarta-feira (16), na porta do Palácio do Planalto, em Brasília, se espalhou por diversas regiões do país.

Depois que o juiz federal Sérgio Moro derrubou o sigilo de grampos telefônicos com conversas entre Lula e Dilma, as manifestações ganharam dimensão nacional. O conteúdo da ligação sugere que a presidente tentou evitar a prisão do ex-presidente, nomeando-o ministro.

Manifestantes também tomaram parte da Avenida Paulista, em São Paulo. Outras capitais, como Porto Alegre, Fortaleza, Recife, Manaus e Belo Horizonte também foram palcos de protestos e panelaços.

No plenário da Câmara dos Deputados, congressistas fizeram uma batalha de gritos de ordem. Enquanto oposicionistas pedem "renúncia", aliados bradam "golpistas".

Ao vivo

0 novas atualizações

Tópicos: Dilma Rousseff, Personalidades, Políticos, Políticos brasileiros, PT, Política no Brasil, Presidente Lula, Luiz Inácio Lula da Silva, Política, Protestos, Protestos no Brasil, Partidos políticos