A repercussão da delação da JBS minuto a minuto

O presidente Michel Temer afirmou em seu pronunciamento que não vai renunciar ao cargo

São Paulo – A delação dos controladores do grupo J&F repercutiu como um verdadeiro terremoto para a política e para o mercado financeiro nesta quinta-feira, 18 de maio.

Os relatos foram determinantes para o afastamento do agora presidente licenciado do PSDB Aécio Neves do exercício das funções de senador e para que a Bolsa caísse 8,8% enquanto o dólar tivesse a maior alta em 14 anos.  Já o presidente Michel Temer terminou o dia dizendo que não iria renunciar.

O PIOR DIA PARA O GOVERNO TEMER MINUTO A MINUTO


20h35 – Encerramos aqui nosso ao vivo sobre a repercussão das gravações de Joesley Batista. Confira, abaixo, o resumo das 24 horas que abalaram o país. Obrigado pela audiência e até a próxima!

Veja também

20h30 – Ato no Rio de Janeiro tem tumulto entre manifestantes e policias

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, um confronto entre jovens mascarados e policiais militares interrompeu o ato, até então pacífico, contra Michel Temer na Cinelândia. A Polícia Militar lançou bombas de gás para dispersar os jovens, que tinham incendiado lixo e disparado rojões na direção dos policiais.


20h20 – “Se não tenho apoio do Congresso, tô ferrado”, diz Temer em áudio

Em diálogo gravado pelo empresário Joesley Batista, Michel Temer fez uma ampla defesa dos seus dez primeiros meses de mandato, criticou a oposição e disse acreditar no sucesso com as reformas defendidas pelo governo.

Mas admitiu, no entanto, ser imprescindível o apoio do Congresso. “Se não tenho apoio do Congresso, tô ferrado”, disse Temer a Joesley Batista, sem saber que estava sendo gravado, no início da gravação.


19h57 – Manifestação na Paulista pede saída de Temer e eleições diretas

Manifestantes contrários ao presidente Michel Temer ocupam na noite desta quinta-feira a pista da Avenida Paulista, no sentido Consolação. O protesto, que começou por volta das 17 horas, ocorre em frente ao Masp.

Os manifestantes portam bandeiras e cartazes pedindo a saída de Temer do governo e a convocação de eleições diretas.


19h27 – Aécio tentou barrar Lava Jato, mostra gravação de Joesley

O empresário Joesley Batista, que fechou acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República, divulgou mais gravações com o senador Aécio Neves, do PSDB. O site Buzzfeed Brasil divulgou com exclusividade conversas em que ele teria dialogado sobre tentativas de barrar a Operação Lava Jato e anistiar o caixa dois no Congresso. Confira aqui a transcrição.


19h21 – Manifestantes bloqueiam Esplanada dos Ministérios em protesto

Manifestantes bloquearam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, no sentido do Congresso Nacional, em protesto contra o governo de Michel Temer.

Os manifestantes estão reunidos ao lado do Museu Nacional e seguem em caminhada na direção do Congresso. Por enquanto, o movimento contra o presidente Michel Temer reúne cerca de mil pessoas, que pedem eleições diretas e gritam “Fora Temer”.


19h12 – Departamento de Estado dos EUA diz “confiar” no Brasil

O Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou na tarde desta quinta-feira, 18, que o país tem “confiança” no contexto atual da crise que atinge o presidente da República do Brasil.

“Nós estamos cientes das alegações e temos confiança nas instituições do Brasil”, disse um porta-voz do órgão.


19h09 – “Dono da JBS insistiu muito para falar comigo”, diz Temer

O presidente Michel Temer disse hoje, em reunião com deputados no Palácio do Planalto, que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, “insistiu muito” para falar com ele em março, ocasião em que teria gravado o presidente dando aval para compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).


19h06 – Ouça a conversa entre Joesley Batista e Michel Temer

O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou nesta quinta-feira (18) as gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, um dos controladores da J&F. Clique aqui para ouvir o áudio.

Veja também

18h37 – Ato na igreja da Candelária pede renúncia de Temer

Milhares de pessoas se reúnem ao redor da igreja da Candelária, no centro do Rio, em ato pela renúncia do presidente Michel Temer (PMDB).

Organizado por diversos sindicatos e entidades estudantis e da sociedade civil, líderes de várias categorias profissionais discursam pedindo a saída de Temer e a realização de eleições diretas para presidente da República.


18h33 – Deputado Onyx Lorenzoni diz ser favorável à saída do DEM da base do governo

O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) disse à reportagem de EXAME Hoje que é favorável à saída do seu partido da base do governo. Alguns parlamentares do Democratas, assim como do PSDB, defendem que se espere pelo conteúdo dos áudios para que se tenha uma definição. Lorenzoni discorda e diz que não há mais condições de governo. Ele também defende que sejam convocadas eleições diretas para todos os cargos que disputariam as eleições em 2018, diferente do que está colocado na PEC apresentada pelo deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), que propõe diretas somente para a presidência da república.


18h16 – Governo já está com áudios de Temer e Joesley

De acordo com o Estado de São Paulo, fontes do Palácio do Planalto afirmaram que o governo já está com os áudios da conversa entre o presidente Michel Temer e Joesley Batista.


18h13 – Se Temer cair, a eleição do novo presidente pode ser direta?

A Constituição prevê que, se Temer for afastado, a eleição do novo presidente deve ser indireta. Se ele cair, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deve assumir interinamente. Os congressistas terão, então, 30 dias para escolher um novo presidente. Mas, ao menos na teoria, uma eleição direta é possível.


18h02 – Após denúncia contra Temer, mercado vê corte menor da Selic

Denúncias atingiram o presidente Michel Temer e os investidores já apostam que o Banco Central vai desacelerar o ritmo de cortes da Selic. A Selic está hoje em 11,25 por cento ao ano, após dois cortes de 0,25 ponto cada, dois de 0,75 ponto e um de 1 ponto.

Até então, os mercados financeiros estavam vivendo uma espécie de lua-de-mel com o governo Temer, apostando que ele conseguiria angariar votos suficientes para aprovar as reformas no Congresso Nacional.


17h53 – Oposição protocola pedido de impeachment de Michel Temer

Partidos de oposição protocolaram, no fim desta tarde, mais um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer.


17h50 – Aécio Neves se licencia da presidência do PSDB

À frente do PSDB, Aécio Neves anunciou no fim da tarde que se licenciava da presidência da legenda para se dedicar a provar sua inocência. Aécio foi alvo nesta quinta-feira de operação da Polícia Federal que cumpriu mandados de busca e apreensão em diversos endereços ligados a ele no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, além de seu gabinete no Congresso Nacional.


17h47 – Fachin decide retirar sigilo de delação premiada da JBS

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, decidiu levantar o sigilo da delação premiada da JBS. Existe a expectativa de parte do conteúdo da delação ser divulgada ainda nesta quinta-feira, 18.


17h41 – Raul Jungmann continua no governo

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, volta atrás e diz continuar no comando da pasta. O Ministério da Defesa soltou um comunicado sobre a decisão de Jungmann.


17h32 – Em dia trágico, Bolsa cai 8,8% e dólar tem maior alta em 14 anos

A quinta-feira foi trágica para o mercado financeiro. O Ibovespa fechou em queda de 8,83%, a 61.575 pontos e giro financeiro de 22,94 bilhões de reais. O dólar comercial fechou em alta de 8,15%, a 3,38 reais. A alta é a maior desde 5 de março de 2003 (+10,4 %), logo no início do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


17h01 – Para 8 em cada 10 brasileiros, Temer deveria renunciar 

Um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que 86,9% dos brasileiros acreditam que o presidente Michel Temer deveria renunciar ao cargo – 8,7% discorda dessa opinião e 4,4% não opinou.

A pesquisa foi realizada com 2.800 pessoas a partir de questionário online com usuários de internet durante o dia 18 de maio de 2017.


16h52 – Menções a termos relacionados à delação da JBS bombam no Twitter mundial

Entre às 16h desta quarta-feira (17) até às 16h desta quinta-feira (18), foram contabilizadas mais de 1,82 milhão de menções a termos relacionados à delação da JBS no Twitter mundial. O assunto está nos Trending Topics global da plataforma.

*É importante ressaltar que menções não são equivalentes a Tweets – um Tweet pode conter mais de uma menção.


16h45 – Começa debandada da base de Temer

De acordo com o repórter de EXAME Luciano Pádua, o PPS decidiu romper com a base aliada do governo.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, também anunciou que vai entregar o cargo ao presidente Temer.


16h36 – Para Bolsonaro, renúncia de Temer é a melhor saída

Pré-candidato à Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) defendeu nesta quinta-feira, 18, a renúncia de Michel Temer (PMDB) como a melhor solução para crise do país, caso os áudios da conversa entre o presidente com o empresário Joesley Batista, sócio da JBS, confirmem as acusações contra Temer.

“A solução mais indicada é ele renunciar, pois é mais rápido.”



16h13 – “Não renunciarei. Sei o que fiz”, diz Temer

O presidente chamou as gravações de “clandestinas” e disse que não vai renunciar.

Presidente Michel Temer faz pronunciamento, dia 18/05/2017 (Gian Kojikovski/EXAME Hoje)


16h10 – Temer faz pronunciamento sobre as denúncias

O peemedebista afirmou que seu governo teve seu melhor e seu pior momento nesta semana.

Ele citou dados positivos sobre a economia do Brasil que, segundo ele, “criaram esperança de dias melhores”.


16h05 – Base oscila entre cautela e renúncia após gravação de Temer

Integrantes da base de Temer reconhecem que o golpe foi duro e oscilam da cautela a pedidos de renúncia.

Mesmo os que pregam que é necessário haver o levantamento do sigilo dessas informações para a tomada de qualquer atitude reconhecem o estrago e admitem que prejudica o andamento da agenda econômica em curso no Congresso.


15h55 – MBL “convoca panelaço” para o pronunciamento de Temer

O presidente Michel Temer deve fazer um pronunciamento em rede nacional às 16h desta quinta-feira (18). Em sua página no Facebook, O Movimento Brasil Livre (MBL) convocou “panelaço” durante a fala do peemedebista.


15h53 – PRB pode romper com a base aliada 

No PRB, crescem os boatos de uma saída da base aliada. Nenhuma decisão foi tomada, segundo informações do repórter Luciano Pádua, de EXAME.


15h44 – Deputados do PSDB protocolam pedido de impeachment contra Temer

Pelo menos sete deputados do partido, que ainda não anunciou oficialmente a sua saída da base aliada, assinaram o pedido. A ação foi articulada pelo deputado João Gualberto (PSDB-BA).

Esse é o quarto pedido de impeachment protocolado desde ontem, quando veio à tona as revelações de que Temer teria dado aval para que o empresário Joesley Batista comprasse o silêncio de presos na Lava Jato, como Eduardo Cunha.

A ação protocolada pelos tucanos foi articulada pelo deputado João Gualberto (PSDB-BA). Os outros três pedidos foram feitos por parlamentares da Rede e pelo deputado JHC (PSB-AL), que ocupa o cargo de terceiro secretário da Câmara.


15h36 – Base espera divulgação de áudio para decidir se fica no governo

Apesar da sinalização do PSDB de que deve desembarcar do governo Michel Temer, a maioria dos partidos da base aliada tem adotado o tom de cautela ao comentar as denúncias envolvendo o peemedebista.

Líderes e dirigentes esperam a divulgação do áudio da gravação em que Temer apareceria apoiando a compra de silêncio de delatores da Lava Jato para decidir se rompem ou não com o governo.


15h25 – Em vídeo, Marina Silva diz que Temer não tem mais condição de governar o país

Em um vídeo publicado em sua página oficial no Facebook, a ex-senadora Marina Silva (Rede) afirmou que o presidente não está mais em condições de governar o Brasil. Veja:


15h23 – PTN anuncia rompimento com governo Temer

Com uma bancada de 13 deputados, o PTN foi o primeiro partido da base aliada a anunciar oficialmente nesta quinta-feira, 18, o rompimento com o governo Michel Temer.

Em carta assinada pela presidente nacional do partido, deputada Renata Abreu (SP), e pelo líder da legenda na Câmara, deputado Alexandre Baldy (GO), a sigla afirma que assumirá posição de “independência” em relação ao governo.

“O Podemos (novo nome do PTN) e sua bancada na Câmara dos Deputados anunciam a sua saída do bloco parlamentar composto pelo PP e PT do B, outros partidos da base aliada, assumindo posição de independência do governo federal”, afirmaram Renata e Baldy na carta.


15h10 – Petição online reúne assinaturas pedindo novas eleições 

A Avaaz, organização internacional conhecida por promover abaixo-assinados virtuais e campanhas de combate à corrupção, está colhendo assinaturas a favor de novas eleições.

Até agora, pouco mais de 385 mil pessoas já assinaram o documento – a expectativa é alcançar ao menos 500 mil.


15h03 – Ministro das Cidades é o primeiro a deixar o governo Temer, diz G1

De acordo com o portal, o ministro das Cidades Bruno Araújo decidiu deixar o governo. Araújo deve comunicar sua decisão ao Palácio do Planalto nas próximas horas.


14h53 – O ministro de Minas e Energia pode entregar o cargo

O PSB tá rachado. O repórter Gian Kojikovski apurou que Fernando Bezerra Filho (PSB),  ministro de Minas e Energia, pode entregar o cargo.


14h-51 – As denúncias que pesam contra Aécio Neves

A delação de Joesley Batista, da JBS, no âmbito da Lava Jato, representou um golpe sem precedentes para o agora senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

A denúncia de ontem não é a única que pesa nas costas de Aécio Neves. Confira, aqui, alguns escândalos que envolveram o nome do tucano nos últimos anos.


14h43 –  Aécio deve entregar carta de renúncia 

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o tucano deve entregar sua carta de renúncia da presidência nacional do PSDB ainda nesta quinta-feira (18).


14h34 – Bancada do PPS no congresso defende a saída do governo  

O senador Cristovam Buarque (PPS) defende eleições diretas.


14h12 – FHC emite nota em sua página no Facebook

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) fez uma declaração em sua página oficial.

“A solução para a grave crise atual deve dar-se no absoluto respeito à Constituição. É preciso saber com maior exatidão os fatos que afetaram tão profundamente nosso sistema político e causaram tanta indignação e decepção. É preciso dar publicidade às gravações e ao fundamento das acusações.
Os atingidos por elas têm o dever de se explicar e oferecer à opinião pública suas versões. Se as alegações de defesa não forem convincentes, e não basta argumentar são necessárias evidências, os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia. O país tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações.
Pressa para ver na pratica medidas econômico-sociais que deem segurança, emprego e tranquilidade aos brasileiros. E pressa, sobretudo, para restabelecer a moralidade nas instituições e na conduta dos homens públicos.”


14h05 – Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Temer, diz G1

De acordo com o portal, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Com a decisão, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato.


13h49 – Oposição deve protocolar novo pedido de impeachment 

Os partidos de oposição anunciaram no início da tarde desta quinta-feira, 18, que vão protocolar às 17 horas um novo pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer.

O pedido se baseia em suposto crime de responsabilidade e obstrução de justiça supostamente cometidos pelo peemedebista.

O pedido será assinado por PSOL, PDT, PCdoB, PT e Rede, além de PSB e alguns deputados dissidentes do PTB.


13h46 – Senado recebe notificação e afasta Aécio

Aécio Neves é oficialmente um senador cassado. Segundo o G1, o advogado-geral do Senado informou que ele foi afastado das funções assim que chegou a notificação do STF, nesta manhã.


13h43 – Aécio recebeu R$ 60 milhões de Joesley em 2014

A delação de Joesley Batista, dono da JBS, conta com mais trechos que atingem o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O empresário teria afirmado que o ex-presidente nacional do PSDB teria recebido 60 milhões de reais em 2014, afirma o jornal O Globo. O pagamento teria sido feito por meio da emissão de notas fiscais frias a diversas empresas, de acordo com o jornal.


13h30 – Carlos Sampaio assume interinamente presidência do PSDB

O deputado Carlos Sampaio deve assumir interinamente a presidência do PSDB, segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. A bancada do partido alega que Aécio Neves ainda precisa formalizar a saída para que sejam convocadas novas eleições.


13h15 – Temer entra com pedido no STF, diz Folha 

De acordo com o jornal, o presidente entrou com um requerimento no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, acesso à íntegra dos áudios da delação da JBS.


13h12 – Bancada do PSDB do Senado discute saída do governo

A bancada do PSDB do Senado está reunida e discute a possibilidade de desembarcar do governo de Michel Temer, acusado de dar aval a executivo da JBS para comprar silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. A medida poderá ser tomada caso venham a público provas concretas contra Temer.


13h08 –  Doria diz que é preciso ter “serenidade para proteger o Brasil”

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira, 18, que o momento atual da política brasileira demonstra que é “preciso ter serenidade e equilíbrio para proteger o Brasil”.

O tucano chegou nesta quinta, após uma viagem de negócios aos Estados Unidos ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB).


13h07 – Entrega do relatório da reforma trabalhista é adiado

O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), anunciou nesta quinta-feira que o calendário de tramitação da proposta está suspenso devido à crise política instaurada com a divulgação de gravação com o presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

“A crise institucional que estamos enfrentando é devastadora e precisamos priorizar a sua solução, para depois darmos desdobramento ao debate relacionado à reforma trabalhista”, disse Ferraço em nota.


12h50 – Pronunciamento de Temer deve acontecer às 16h, diz TV

De acordo com a Globo News, o peemedebista deve fazer o seu pronunciamento às 16h de hoje.


12h48 – Rodrigo Maia está com Temer no Palácio do Planalto

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está no fim da manhã desta quinta-feira, 18, no Palácio do Planalto reunido com o presidente da República, Michel Temer, informou a assessoria do parlamentar fluminense.


12h40 – Diretório municipal do PSDB pede saída de Aécio

O deputado Pedro Tobias, presidente estadual do PSDB-SP, emitiu uma nota sobre o assunto. Veja a íntegra:

“Diante dos fatos amplamente noticiados pela imprensa desde a noite desta quarta-feira, 17/05, e em nome da nossa história e dos compromissos éticos e democráticos assumidos pelo Partido da Social Democracia desde sua fundação, personificados em lideranças como Mario Covas e André Franco Montoro, o Diretório Estadual do PSDB-SP defende o imediato afastamento do senador Aécio Neves da Presidência Nacional do partido.

Reafirmamos o total compromisso com São Paulo e com o Brasil e a plena confiança na Justiça e nas investigações em curso. Aguardaremos o transcorrer das investigações com a crença que, ao final, inocentes serão isentos de culpa e os responsáveis por crimes serão julgados e rigorosamente punidos”.


12h23 – REDE vai pedir cassação de Aécio no Conselho de Ética 

A REDE Sustentabilidade vai apresentar nesta quinta-feira (18) um pedido de abertura de processo disciplinar no Conselho de Ética contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A sigla também prepara uma segunda representação, contra o senador Zezé Perrella (PTB-MG).


12h12 – Deputados do PSDB já avaliam entregar cargos a Temer

Integrantes da bancada do PSDB da Câmara reunidos no fim da manhã desta quinta-feira, 18, discutem a possibilidade de um desembarque do partido do governo de Michel Temer.

Entre os pontos discutidos na reunião, alguns defendem entregar os cargos tão logo as provas contra o presidente Temer se tornem conhecidas. Essa possibilidade ainda está em discussão e não há decisão fechada.


12h02 – Senador protocola novo pedido de impeachment contra Temer

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou um novo pedido de impeachment contra o presidente na Câmara dos Deputados. Este é o terceiro pedido de afastamento apresentado na Casa em menos de 24 horas.


11h48 – Gabinete de Aécio Neves é fiscalizado pela PF há 4 horas

Agentes da Polícia Federal seguem com ação de busca e apreensão no gabinete de Aécio Neves (PSDB-MG), no 11º andar do Senado Federal. A operação começou por volta das 6h30 da manhã, de acordo com informações de policias legislativos da Casa.

De acordo com funcionários do Senado, há pelo menos dez agentes da PF no gabinete do senador tucano.


11h46 – Quanto mais rápido Temer cair, melhor, diz consultoria econômica

De acordo com a consultoria econômica LCA Consultores, quanto mais rápido Michel Temer cair, melhor será para a economia.

O mercado financeiro amanheceu em pânico após as denúncias de que um dos controladores do frigorífico JBS gravou o presidente autorizando pagamentos para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso.

“Enquanto Temer resistir, a crise escalará, nos mercados e nas ruas. Coxinhas e petralhas, cada um no seu quadrado, se unirão para pedir a cabeça de Temer”, diz o texto.

A consultoria e outras economistas preveem corte menor nos juros, abalos na retomada da atividade econômica e paralisação no andamento de reformas, pelo menos por enquanto.


11h40 – Temer antecipou queda da Selic a Joesley, diz O Antagonista

De acordo com o portal, Temer teria antecipado ao empresário que o Comitê de Política Monetária (Copom) cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual.


11h32 – Irmã de Aécio estava com passagem comprada para Londres, diz TV

De acordo com a Globo News, Andrea Neves, irmã do presidente nacional do PSDB, tinha uma passagem aérea comprada para a noite desta quinta-feira (18).

Andrea foi presa por agentes da PF na manhã de hoje em sua casa na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves, é presa pela PF em investigação de delação da JBS 18/05/2017

Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves, é presa pela PF em investigação de delação da JBS 18/05/2017 (Cristiane Mattos/Reuters)


11h23 – Grupos prometem ir às ruas ainda hoje

Um evento criado no Facebook pelos grupos Mídia Ninja e Jornalistas Livres convoca ato nesta quinta-feira (18) a partir das 19h em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, em São Paulo.

Jornalistas Livres e Mídia Ninja convocam ato contra Temer em São Paulo - 18/05/2017

(Divulgação/Divulgação)


11h16 – Movimentos convocam atos pela renúncia de Temer

Tanto entidades que apoiavam a permanência de Dilma Rousseff (PT) no Palácio do Planalto como aquelas que pediam seu impeachment já defendem publicamente que o presidente Michel Temer (PMDB) renuncie ao cargo.

A Frente Brasil Popular e o Vem Pra Rua estão convocando atos para o próximo domingo, dia 21, contra o presidente.

Os militantes de esquerda cobram a renúncia do presidente e a convocação de eleições diretas no País. O ato “Fora Temer! Diretas Já” é organizado em várias capitais no domingo à tarde, pela FBP e pela Frente Povo Sem Medo.

Em São Paulo, o encontro deve ocorrer a partir das 15h, na Avenida Paulista, na região central da cidade.


10h52 – PSDB deve escolher novo presidente nacional, diz Folha

Com o afastamento de Aécio Neves da presidência nacional do PSDB, o partido deve se reunir nesta quinta-feira (18) para definir sua sucessão no comando da sigla.

Veja também

10h45 – Bolsa brasileira abre em queda de mais de 8%

A quinta-feira começou cinza para o mercado, depois da informação de que Joesley Batista, controlador da JBS, gravou o presidente Michel Temer concordando com pagamentos para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Ações como a da Petrobras e da Vale abriram em leilão, com a Petrobras sinalizando queda de 20% na abertura, a Vale caindo mais de 13% e a Ambev quase 8%.

O clima de incerteza faz com um circuit-breaker já seja esperado pelos investidores. Alguns analistas enviaram aos clientes comunicados dizendo que há grandes chances da paralisação ocorrer.

O mecanismo, que paralisa as negociações em 30 minutos, só é acionado quando as cotações superam o limite de 10% de alta ou de queda. Na volta das negociações, se a queda atingir 15 por cento ante o encerramento do dia anterior, os negócios são suspensos por 1 hora. A última vez em que isso ocorreu foi em 2008, em meio à crise internacional.


10h43 – PF e MPF passaram duas horas no apartamento de Aécio

Policiais federais e funcionários do Ministério Público Federal (MPF) saíram às 9h20 desta quinta-feira, 18, do prédio do senador Aécio Neves (PSDB) em Ipanema, bairro nobre da zona sul do Rio. Eles ficaram por cerca de duas horas no local e saíram com um malote e uma mochila do edifício.

O grupo chamou um chaveiro para abrir o apartamento do presidente do PSDB, já que ninguém atendeu ao chamado. O imóvel estaria vazio.


10h36 – #BrasiliaOfCards está entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil

A informação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, em gravação do empresário Joesley Batista, um dos controladores da JBS, deu o que falar na rede social.

Com um enredo assim, a série House of Cards, da Netflix, jogou a toalha no Twitter:

Continuando a piada, a Netflix Brasil comentou que precisaria de 20 roteiristas premiados para fazer uma versão brasileira de House of Cards. A série é um drama político que acompanha um congressista americano pragmático que ambiciona governar o mundo.


10h24- Aécio está proibido de deixar o país e falar com outro investigado, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, o ministro Edson Fachin, em sua decisão, proibiu o tucano de sair do país e de manter contato com qualquer outra pessoa que seja investigada ou ré no processo.


10h16 – “Não vou cair”, diz Temer 

O presidente Michel Temer afirmou a um grupo de parlamentares em audiência nesta quinta-feira, no Palácio do Planalto, que não vai deixar o cargo


10h13 – Carmem Lúcia deve assumir caso Temer seja afastado, diz Janaína Paschoal

Para a advogada Janaína Paschoal, coautora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, caso as provas sejam consideras suficientes pelo Supremo, não seria preciso sequer pedir o impeachment do presidente.

Em entrevista à Radio Jornal, Janaína disse que a melhor pessoa para fazer a transição em caso de queda de Temer seria a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF.


10h04 – Temer cancela agenda de hoje, diz Folha

De acordo com o jornal, o presidente cancelou a agenda de audiências desta quinta-feira (18) e deve fazer um pronunciamento público.


09h56 – O que acontece em caso de impeachment ou renúncia de Temer?

Comprovado o depoimento, no mínimo, Temer poderia ser acusado de ser conivente com uma conspiração para barrar as investigações da Lava Jato.

Até o momento, ele passou imune às delações por uma razão: os fatos a ele imputados pela Odebrecht, por exemplo, teriam acontecido antes de seu mandato e, portanto, não poderiam ser julgados.

O problema é que, dessa vez, a reunião com Joesley aconteceu no meio do atual mandato, no último dia 7 de março. Ou seja, nesse caso, Temer não teria a imunidade temporária.

Se toda essa lógica se materializar, o futuro do presidente se limitaria a três caminhos: renúncia, impeachment ou cassação da chapa via TSE.

 


09h49 – Presa, Irma de Aécio chega à PF em BH

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, Andrea Neves, irmã do tucano, chegou à PF com a cabeça abaixada e no banco de trás de uma caminhonete.

De acordo com a publicação, ela chegou ao local acompanhada por dois agentes da PF, depois de ter sido presa em sua casa, no condomínio Retiro das Pedras, na região metropolitana de BH.

 


09h41 – OAB vai pedir levantamento do sigilo das delações de Joesley

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, afirmou que vai ainda nesta quinta-feira, 18, ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir o levantamento do sigilo da delação do proprietário da J&F, controladora da JBS, Joesley Batista.

“O levantamento do sigilo é fundamental no primeiro momento para comprovar a veracidade desses fatos. Se comprovado, chamo sessão extraordinária para avaliarmos quais seriam as medidas jurídicas cabíveis a serem tomadas pelo conselho. O ponto de partida de tudo isso é a confirmação dos fatos no levantamento do sigilo”, disse em entrevista na manhã desta quinta-feira à Rádio Eldorado.


09h36 – Temer quer fazer um pronunciamento, diz TV

O presidente Michel Temer pode fazer um pronunciamento na manhã desta quinta-feira (18) sobre a delação da JBS, diz Globo.

O assunto teria sido tratado entre ministros na manhã de hoje.


09h23 – Enquanto isso, o presidente mantém agenda para mostrar “normalidade”

Nesta quinta-feira (18), o presidente Michel Temer chegou no Palácio do Planalto para tentar passar a ideia de “normalidade” e de que o governo “não pode parar” por causa das acusações que o atingem, terá uma agenda extensa com audiências a cada meia hora – o que não é comum em compromissos oficiais. Serão ao menos 19 parlamentares oficialmente recebidos.


09h18 – Primo de Aécio também é preso pela PF, diz jornal

Um primo do presidente nacional do PSDB, também teria sido preso preventivamente pela Polícia Federal. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Frederico Pacheco de Medeiros teria sido filmado recebendo R$ 2 milhões a mando do empresário Joesley Batista.


9h10 – Fachin envia ao plenário do STF pedido de prisão de Aécio

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu a prisão de Aécio Neves (PSDB-MG). O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu submeter ao plenário da Corte máxima o pedido de prisão do tucano.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jailson Barreto

    Enquanto eles brincam, a gente trabalha. Trabalhador sempre terá acima de tudo seu caráter para honrar.
    O que essa corja entende de honra?

    Visite a página e aprenda esse novo método de como vender mais!

    https://goo.gl/YmEgrS