Ameaça de atentado esvazia turmas da UnB

Universidade diz ter monitorado ameaças na internet. Muitas aulas foram suspensas nesta sexta-feira. Alunos relatam preocupação

O clima de pânico tomou conta na Universidade de Brasília nesta sexta-feira. A UnB diz ter descoberto, nas redes sociais, ameaças de que o campus principal da entidade sofreria um atentado. Os detalhes da história ainda não estão claros. As autoridades policiais foram informadas e iniciaram uma varredura nesta madrugada, mas até agora nada foi encontrado.

Embora a universidade tenha pedido que a rotina fosse mantida normalmente, professores de alguns cursos, como Ciências Sociais e Comunicação, dispensaram os alunos. As polícias Civil, Militar e Federal enviaram agentes para o campus e policiais à paisana circulam pela universidade.

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) divulgou um comunicado recomendando aos alunos que não compareçam às aulas. Nas redes sociais, estudantes relatam nervosismo com a falta de informações. “Não vou pra Unb hoje nem a pau, se professor for dar aula que tome bala sozinho!”, disse um eles. “Fui liberada da aula hoje na UnB. Muita gente apavorada, incluindo eu”, relatou outro.

A preocupação se justifica: há três semanas, a Polícia Federal prendeu dois homens que mantinham um site extremista na internet e anunciaram um ataque armado à universidade. A dupla prometia realizar um atentado na UnB. Mesmo depois da prisão dos rapazes, as ameaças virtuais continuaram na página que eles mantinham na rede.